EDUCAÇÃO

Aluno Augusto Gazola, da Etec de Fernandópolis, é prata na Olimpíada de Química de SP

Aluno Augusto Gazola, da Etec de Fernandópolis, é prata na Olimpíada de Química de SP

Desafio é composto por redação e prova de conhecimentos

Desafio é composto por redação e prova de conhecimentos

Publicada há 1 mês

A partir da esquerda: Gustavo Jun Arakaki, Augusto Eredia Aiello Gazola e Gabriela Puri Alvim Gonzalez

Da Redação

Estudantes de três Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) do Centro Paula Souza (CPS) conquistaram medalhas na edição de 2022 da Olimpíada de Química do Estado de São Paulo (OQSP). Entre os alunos do segundo ano do Ensino Médio, foram duas de bronze: Gabriela Puri Alvim Gonzalez, da Etec de Suzano, e Gustavo Jun Arakaki, da Etec São Paulo, da Capital. Já Augusto Eredia Aiello Gazola, do terceiro ano do Ensino Médio da Etec Prof. Armando José Farinazzo, de Fernandópolis, ganhou medalha de prata.

Com o objetivo de engajar jovens em uma atividade que os estimule e os leve a refletir sobre a importância da química no contexto atual e futuro, a olimpíada revela jovens talentos com vocação para a disciplina. Os participantes são alunos matriculados no Ensino Médio das redes pública e privada do Estado de São Paulo.

A OQSP 2022 ocorreu em duas fases. Na primeira, os professores de cada escola selecionaram cinco redações para inscrevê-las, sendo duas do terceiro ano do Ensino Médio e três de séries anteriores. A organização selecionou 150 redações e 100 finalistas para a seletiva estadual unificada. No dia 11 de junho, foi aplicada uma prova de conhecimento e raciocínio, que ocorreu no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP). Foram entregues 16 medalhas de ouro, 34 de prata e 70 de bronze.

O tema da redação desta edição foi "Processos Químicos Para Reciclagem do Lixo Eletrônico". Os autores tiveram que dar uma atenção especial aos aspectos que foram levados em consideração pelos avaliadores: a originalidade das ideias, a observação de experimentos próprios ou em vídeo, a observância do estilo dissertativo-argumentativo, o nível de embasamento, a coerência do texto, a precisão de linguagem e a bibliografia.

A competição é uma oportunidade de selecionar estudantes paulistas para a delegação da Olimpíada Ibero-americana de Química (OIAQ) e da Olimpíada Internacional em Química (IChO).

últimas