CULTURA

Facmol se apresenta no Fliv nesta sexta-feira

Facmol se apresenta no Fliv nesta sexta-feira

Quem passa pelo Fliv, tem acesso a atividades acontecendo o dia todo, das 8h às 23h30

Quem passa pelo Fliv, tem acesso a atividades acontecendo o dia todo, das 8h às 23h30

Publicada há 1 mês

Da Redação

Os últimos dias do Festival Literário de Votuporanga – Fliv estão cheios de atrações para toda a família no Parque da Cultura. O grande destaque desta sexta-feira (19/8) é a Orquestra de Sopros e Percussão Facmol, de Pereira Barreto, por meio da rede de supermercados Proença, uma das apoiadoras do Fliv 2022. A apresentação especial será às 20h30, no Palco das Artes, com acesso gratuito. 

Fundada no ano de 2010, a Orquestra de Sopros e Percussão Facmol é um grupo instrumental composto por mais de 80 integrantes entre estudantes de música e professores instrumentistas. São conhecidos pelas atuações performáticas que envolvem o público com uma dinâmica de palco inovadora e moderna.

Amadeu Álamo e Balada Literária

A noite de sexta-feira trará ainda muito pop rock com o músico votuporanguense Amadeu Álamo, com seu show a partir das 22h30, no Território Livre. No espaço Palavras ao Vento (palco do CIT), o DJ Elvis comanda a baladinha literária com dicas sobre a história da discotecagem e o funcionamento prático dos toca discos e do mixer.

Programação

O sétimo dia de Fliv começa logo cedo, às 8h, na Estação Flivinho (Assary) com as caravanas escolares de várias cidades da região que vêm para conferir espetáculos teatrais, circenses e oficinas criativas. O festival recebeu, inclusive, a visita de uma escola de Honorópolis, Minas Gerais. "Essa quebra de fronteiras, demonstra o crescimento do nosso festival, ano a ano. Tivemos mais de 400 atividades em 2022 que estão sendo um grande sucesso", avalia a Secretária de Cultura e Turismo, Janaína Silva. 

Nos mais de 10 espaços do Festival, a qualquer momento que um visitante passar pelo Fliv terá acesso a oficinas de dança, oficinas infantis, espetáculos teatrais, contações de histórias, gravações de podcasts, estandes de livros, aulas de música ou dança e muito mais.

Entre as atividades tem a oficina ensinando sinais com contação de histórias (9h30); a manhã dançante com Rodrigo Garcia (9h30); e oficinas sobre importância do brincar e musicalização infantil (10h30). Sessões de cinema são oferecidas o dia todo, a partir das 8h, na sala Telapapo e também no Cine Praia com telão e cadeiras nas quadras de areia do Parque.

Bate-Papo com Escritores

A primeira mesa de bate-papo do dia será às 10h. A curadora literária, Janine Rodrigues mediará a conversa com Otávio Júnior, que é escritor e criador de conteúdos infanto-juvenis (games, história em quadrinhos e audiovisual). Às 14 horas, ela conversa com a carioca Simone Mota, escritora de livros de literatura infanto-juvenil, roteirista e curadora de projetos pela Solo Produções Artísticas e Culturais. O curador Reynaldo Damazio recebe na sala de bate-papo, às 19h30, Letícia Bassit que é atriz, escritora dramaturga, diretora e arte-educadora e Anna Zêpa, também artista e que transita entre a literatura, cinema e teatro.

Marcelino Freire

Às 14h, Marcelino Freire, apresentará no território livre a oficina para adolescentes sobre Minicontos. Marcelino nasceu em Sertânia, Pernambuco. É conhecido por suas obras, constantemente adaptadas para o teatro, e por sua atuação como professor de oficinas de criação literária, além de produtor cultural. Escreveu, entre outros, "Contos Negreiros" (Editora Record, 2005), com o qual foi vencedor do Prêmio Jabuti, também publicado na Argentina e no México. Em 2013 lançou, pela Editora Record, o romance "Nossos Ossos" (Prêmio Machado de Assis), também publicado em Portugal, Argentina e França. É o criador e curador da Balada Literária. Em 2018, lançou o livro "Bagageiro" (Editora José Olympio). Recentemente, também pela José Olympio, foi publicada uma "Seleta" com seus contos preferidos.

A programação completa do Fliv você confere em http://www.flivotuporanga.com.br/home/

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

últimas