SAÚDE

Avião da FAB é mobilizado após múltipla captação de órgãos no HB de Rio Preto

Avião da FAB é mobilizado após múltipla captação de órgãos no HB de Rio Preto

Foram captadas as válvulas do coração, pulmão, fígado, rins e córneas; mais de 20 profissionais atuaram na ação

Foram captadas as válvulas do coração, pulmão, fígado, rins e córneas; mais de 20 profissionais atuaram na ação

Publicada há 2 meses

Avião da FAB é mobilizado após múltipla captação de órgãos no HB de Rio Preto - Alex Pelicer - Comunicação Hospital de Base de Rio Preto

Da Redação

A Organização de Procura de Órgãos (OPO) do Hospital de Base realizou uma múltipla captação de órgãos nesta quinta-feira, dia 29. Pelo menos dez vidas serão salvas graças a decisão de uma família que, mesmo diante da dor do luto, ainda sim foi forte e teve a compaixão para dizer sim para doação de órgãos. Foram captadas as válvulas do coração, pulmão, fígado, rins e córneas.

Foram mais de 20 profissionais do HB envolvidos, nos procedimentos. Uma equipe de São Paulo também participou da captação. Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) foi mobilizado para transportar o pulmão para São Paulo e o fígado para Campinas.

Já as válvulas do coração foram captadas e encaminhas para Curitiba. Os rins e as córneas ainda aguardam decisão da Central de Transplantes para serem destinadas a pacientes que aguardam na fila de transplante.

A Guarda Civil Municipal (GCM) fez a escolta das equipes médicas do Hospital de Base até o aeroporto de Rio Preto.

“Com o passar dos anos as pessoas estão mais conscientes, mais solidárias. E as pessoas que irão receber os órgãos deste nosso paciente terão uma nova chance de vida. Serão novas histórias e novos momentos. A família doadora perde um ente muito querido, mas ao mesmo tempo salva tantas outras vidas, isso é imensurável”, diz a enfermeira da OPO (Organização de Procura de Órgãos) Regiane Sampaio.

Setembro está chegando ao fim e durante todo o mês conscientizamos a população sobre a importância da doação de órgãos. #Setembro Verde

Saiba como funciona a Captação de Órgãos

Segundo a ABTO (Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos), a Central de Transplantes é notificada e repassa a informação para a OPO da região. A partir daí, profissionais avaliam e examinam doador, revendo a história clínica, os antecedentes médicos e os exames laboratoriais. Constatada a viabilidade dos órgãos, bem como a sorologia, para afastar doenças infecciosas e a compatibilidade com prováveis receptores, a OPO informa a Central de Transplantes, que emite uma lista de receptores inscritos, compatíveis com o doador. Em seguida, a central, então, informa a equipe de transplante e o paciente receptor nomeado. Cabe à equipe médica decidir sobre a utilização ou não do órgão.

Seja um doador de órgãos

De acordo com Dr. João Fernando Picollo, coordenador da OPO do Hospital de Base, é importante que a pessoa manifeste à família seu desejo de ser um doador, pois somente os familiares podem dar essa autorização. “Muitos pacientes não têm outra opção de vida a não ser através do transplante. É fundamental a conscientização da população para que a gente possa dar vida para as pessoas”, destacou Dr. João.

Fonte: www.hospitaldebase.com.br

últimas