FERNANDÓPOLIS

Polícia Rodoviária aponta 'imprudência' como causa do acidente

Polícia Rodoviária aponta 'imprudência' como causa do acidente

Publicada há 5 anos

Por Lívia Caldeira



A lateral esquerda da ambulância ficou toda destruída e... 



...com o impacto da batida, a caminhonete foi parar no acostamento



O trágico acidente de graves proporções que ocorreu na manhã de ontem (11) chocou a população e repercutiu a nível regional. A imprudência do jovem J.F, 22 anos, teria sido a causa da colisão que vitimou três fernandopolenses na rodovia Assis Chateaubriand, próximo ao município de Olímpia. De acordo com a polícia, tudo indica que o motorista de uma caminhonete Toyota Hilux estava dirigindo em alta velocidade e invadiu a pista contrária, em local onde a ultrapassagem é proibida, colidindo com a ambulância de Fernandópolis que estava a caminho do Hospital de Barretos. Para os policiais, ele contou que teve um problema mecânico com o veículo. 


Na ambulância estavam Leonildo Sebastião de Jesus, motorista da Prefeitura de Fernandópolis há quase 30 anos, e o casal Aparecido Francelino Passetti, 69 anos, e Maria Rosa Rapaci Passetti de 65 anos. Com a violenta colisão frontal, os três morreram na hora. Com o impacto da batida, a caminhonete ficou com a frente destruída e foi parar no acostamento do sentido contrário. Os corpos foram removidos para o IML de Olímpia e posteriormente seriam liberados e encaminhados a Fernandópolis.


 NA UPA 

O motorista da caminhonete, que reside em São José do Rio Preto, foi socorrido consciente e com ferimentos leves e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Olímpa, onde realizou exames e após algumas horas foi liberado. A polícia rodoviária não solicitou exame toxicológico, pois o jovem não apresentava sinais de embriaguez ou uso de drogas. Ele foi avaliado por um médico da UPA, que realizou exame clínico. A Reportagem entrou em contato com o setor de enfermagem, que informou  que “segundo a avaliação médica, não foram constatadas alterações que indicassem intoxicação alcoólica ou por uso de drogas.”


 POLÍCIA RODOVIÁRIA SE PRONUNCIA

 Em entrevista à Rádio Difusora AM de Olímipia, o Sargento PM Neres, da Polícia Rodoviária, que compareceu ao local do acidente durante a ocorrência na manhã de ontem, mostrava-se indignado com a atitude do motorista da Toyota Hilux, a quem chamou de “imprudente”. “Infelizmente mais uma imprudência do motorista da caminhonete, com certeza, diante de uma faixa dupla bem extensa, em local onde é totalmente proibida a ultrapassagem, e ele veio a realizar essa ultrapassagem. Ainda não temos 100% de certeza, mas tudo indica isso, pelos vestígios, pela posição dos veículos, que ele estava ultrapassando na faixa contínua dupla e veio a fatalizar três pessoas da cidade de Fernandópolis.


 O motorista da caminhonete foi socorrido consciente e levado para Olímpia, vamos conversar com ele, acompanhar a situação dele e ver o que realmente aconteceu, mas, a princípio, a gente já sabe que foi uma ultrapassagem em local proibido”, enfatizou Sargento Neres. Sobre a suspeita de que o motorista da Hilux estivesse embriagado ou até mesmo, pelo horário, tivesse dormido ao volante, o policial rodoviário afirmou que isso ainda seria apurado. “Ainda não temos essas informações, vamos ao hospital para saber da situação dele”. Em uma mensagem dura e direta, no encerramento da entrevista, Sargento Neres lançou um alertar sobre a imprudência no trânsito. “Infelizmente o trânsito mata muito mais do que qualquer outra situação no Brasil, o trânsito continua matando, mas em razão da imprudência dos motoristas, num local desse aqui jamais ele poderia ter uma atitude como essa. Então fica aí um alerta, não se deve ultrapassar, não pode ultrapassar na faixa (contínua dupla) e a desobediência vem causar essas fatalidades”. Já em contato telefônico com a base da Polícia Rodoviária de Barretos, responsável pelo atendimento da ocorrência, a Reportagem de “O Extra.net” foi informada que “há indícios de que a caminhonete Toyota Hilux teria invadido a pista contrária, onde transitava a ambulância de Fernandópolis”. 


No entanto, as causas do acidente só serão confirmadas mediante laudo da perícia. “Não teve testemunha que se manifestou no momento dos trabalhos da Polícia Rodoviária no local. Trabalhamos, neste momento, com indícios. Mas tudo será relatado no laudo pericial técnico, que deve ser concluído em 30 dias”.


 FERNANDÓPOLIS DE LUTO

 Em nota à imprensa, a Prefeitura de Fernandópolis se pronunciou sobre o ocorrido: “A Prefeitura de Fernandópolis lamenta o acidente ocorrido hoje, 11, por volta das 6h20, na rodovia Assis Chateaubriand, KM 133 + 400mts, no município de Olímpia, envolvendo o motorista de ambulância Leonildo Sebastião de Jesus, e ainda, os acompanhantes Aparecido Francelino Passeti e Maria Rosa Rapaci Passeti. Imediatamente quando informado do ocorrido, o prefeito André Pessuto enviou até o local uma equipe da Prefeitura para prestar toda a assistência para as autoridades. Solidarizamos-nos com as famílias envolvidas e estaremos prestando todo o respaldo necessário. O prefeito André Pessuto declara Luto Oficial de três dias no município de Fernandópolis, em decorrência da morte do funcionário público, senhor Leonildo Sebastião de Jesus, que nesta quinta-feira, 12, completaria 29 anos como servidor municipal.” 


MENSAGEM DE PESAR

 “O Sofrimento visitou o seu coração. Existem acontecimentos que não combinam
com as palavras. Foram feitos para o silêncio. é neste momento que atos da realidade falam sem precisar dizer”. O Comandante Interino do 16º BPM/I, o Major PM Adauto Milton Martin Merloti, em nome de todos os Oficiais e Praças desta Unidade Operacional, solidarizou-se com todos pela perda dos fernandopolenses envolvidos em acidente na manhã de ntem pela Rodovia Assis Chateaubriand. “Respeitosamente queremos incluir seus familiares em nossas orações, para que Deus possa confortar o coração de cada um”.


OS FILHOS DO CASAL APARECIDO E MARIA ROSA PASSETTI, VÍTIMAS FATAIS DO ACIDENTE, LAMENTARAM A MORTE DOS PAIS EM DESABAFO PUBLICADO NAS REDES SOCIAIS:

“Compreender os propósitos de Deus muitas vezes pode ser uma tarefa bem difícil, principalmente quando a tristeza bate na nossa porta porque acabamos de perder dois entes queridos. Lágrimas passam pelos nossos olhos constantemente e o vazio da saudade aumenta o sofrimento severamente. Hoje a saudade nos faz mais uma visita, mas não vem acompanhada da tristeza como protagonista. Que a dor da nossa perda possa ser diminuída um pouquinho a cada dia e que daqui para frente esta ausência seja capaz de fortalecer ainda mais os laços da nossa família. O vazio que ficou jamais será preenchido, mas com a paz de Deus em nossos corações será bem menos difícil.” 


“Não vai ser fácil aceitar essa perda, meus pais, muito difícil lidar com essa situação. Num dia estamos juntos, no outro a tristeza da perca, só saudades e dor meu pai e minha mãe.”

Fausto Pinato, compartilhando link do portal online “www. oextra.net”, também se manifestou sobre a fatalidade. Confira!



últimas