domingo, 19 de novembro de 2017
área do assinante
10/07/2017 09:53
Edição 3083

Volvo abre a porteira: só elétricos à partir de 2019

A montadora sueca, sinônimo de segurança, dá adeus aos motores de combustão; outras devem trilhar mesmo caminho

Vôce pode até não concordar; também pode não gostar, mas o caminho é inevitável: num futuro que se anuncia cada vez mais breve, a grande maioria - senão todos - os veículos novos serão elétricos. Se bem que não é novidade, afinal os primeiros automóveis eram movidos à eletricidade e datam de 1835, sendo que os movidos à combustível fóssil surgiram em 1885. E se praticamente todas as montadoras mundiais têm planos de produção (ou aumento) de modelos elétricos, a sueca Volvo foi além e radicalizou. A partir de 2019, ou seja, em menos de dois anos, todos seus novos modelos serão elétricos ou híbridos (um elétrico combinado com sistema de combustão). Entre 2019 e 2021, a Volvo planeja lançar cinco modelos de carros totalmente elétricos, sendo três com sua própria marca e dois da Polestar, uma nova divisão de veículos de alto desempenho. Além disso, a empresa venderá automóveis híbridos comuns e também híbridos plug-in, que podem ser recarregados diretamente na tomada. O objetivo é vender 1 milhão de carros eletrificados até 2025. Atualmente a Volvo pertence à chinesa Geely.



Volvo CX90 2.4 é considerado um dos modelos de maior tecnologia embarcada