quarta, 13 de dezembro de 2017
área do assinante
07/08/2017 10:18
Edição 3103

O que importa?

Por Sandra Moreira

Existe uma inquietação dentro de nós, não sabemos para que viemos e nem pra onde vamos quando deixamos de viver. Temos apenas uma certeza que não trazemos nada de material e também não vamos levar nada.


Se refletirmos sobre este aspecto todos os dias, tendemos a dar menos importância para situações desnecessárias, conflitos que apenas o tempo pode resolver, deixar de estimular sentimentos de raiva, fúria e inveja. Em certas situações, vamos mesmo viver esses sentimentos, o que temos que fazer é admiti-los e buscar soluções para resolvê-los o mais rápido possível.


O importante é dar valor no que realmente pode-se ser dado. A felicidade está na simplicidade dos momentos. É deixar aguçados os nossos sentidos para desfrutar do que temos ao nosso redor. A beleza do sol e seu calor matutino gostoso de ser sentido, a beleza da lua e suas formas e claridade. O cheiro da terra molhada, da natureza e das frutas.


Experimente colocar os pés na terra e correr pelo campo, encha-se de energia. Tome banho na chuva, depois tome um banho quente e tome um gostoso chá de sua preferência. Quando estiver andando pelas ruas e avistar um pipoqueiro, compre um saco de sua preferência e deguste. Não existe pipoca mais gostosa que do que de qualquer pipoqueiro.


O que temos de nosso, na verdade, é tão somente aquilo que temos dentro de nós. Ou regamos, cuidamos e nos importamos, ou não manteremos junto aquilo o que for mais precioso, as pessoas que faz a diferença em nossas vidas vão permanecer contigo, porque ninguém fica onde não existe reciprocidade. As pessoas gostam de gente feliz, mesmo que as próprias não estão.


Vejam, as intempéries da vida como um processo de evolução, amadurecimento, oportunidade para quebrar paradigmas, dogmas, reveja seus valores. Reinventem-se quantas vezes forem necessárias. Não, esqueça somos humanos e os erros e acertos fazem parte desta louca caminhada chamada vida.


Viva, mas com a intensidade que deve ser vivida. Sorria sempre, ria e dê muitas gargalhadas solte suas endorfinas. Reúna seus amigos e invente algo singelo, diga palavras que enaltece as qualidades deles e libere o riso.


Não escute seus adversários, vocês podem ser o quiser da sua vida. Tijolo em tijolo construa seu murro, dê o seu melhor em qualquer relação, no trabalho, nas atividades e principalmente na realização dos seus sonhos. Ame viver e não finja em nada. Ninguém é insubstituível, sim concordo. Mas, ninguém é igual a você. Por isso digo a vocês, deixe seu sorriso mudar o mundo e não o mundo mudar o seu sorriso. Sua família, seu trabalho e sua vida têm que significar algo. Sua vida ficará melhor ao fazer a vida dos outros melhores. Por isso, onde passar deixe um rastro de amor e um cheiro de alecrim.