quarta, 13 de dezembro de 2017
área do assinante
07/10/2017 10:40

Presidente da Câmara toma posse como prefeito 'tampão'

João Binhardi assumiu cargo interinamente nesta quinta-feira

Breno Guarnieri 


Val Rizzato (PSDB) não é mais prefeito de Meridiano, pelo menos por enquanto, por causa de problemas com a Justiça Eleitoral. Na cidade, de quase quatro mil habitantes, quem assumiu o comando da Prefeitura interinamente, na tarde de quinta-feira, 5, foi o presidente da Câmara Municipal, João Binhardi (PTB), em razão da edição do Decreto Legislativo nº 02/2017, que declarou vagos os cargos de prefeito e vice-prefeito.


Em seu breve discurso de posse, Binhardi prometeu exercer com dignidade e dedicação o mandato temporário. “Nada mudará em relação ao funcionalismo. Prometo que vou trabalhar pelo engrandecimento do nosso município. Podem ter certeza. Vai ser um mandato curto, mas vou fazer o melhor”, enfatizou.

Orivaldo Rizzato, o Val, e sua vice, Márcia Adriano (PTN), eleitos em 2016, recorreram da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) que cassou os mandatos dos dois. A defesa de Val entrou com uma Medida Cautelar que pode sair nos próximos dias e colocá-lo novamente como prefeito de Meridiano.


ENTENDA O CASO

Para o TRE, Val e a vice Márcia prometeram e entregaram vantagens econômicas em troca de votos nas últimas eleições, em 2016, que previsto no artigo 41- A da Lei nº 9.504/97 consiste na captação ilícita de sufrágio. Segundo a juíza e relatora do recurso eleitoral, Cláudia Fannuchi, as testemunhas ouvidas confirmaram que receberam benefícios em troca dos votos dos três candidatos na época.

O município de Meridiano, que tem 3.927 eleitores, pertence a 302ª zona eleitoral - Fernandópolis.


NOVAS ELEIÇÕES

Turmalina, município localizado a 36 quilômetros de Fernandópolis, terá novas eleições no próximo ano para escolha de outro prefeito. Isso decorre do súbito afastamento da atual, Fernanda Massoni, determinada pela Justiça Eleitoral e decorrente de acusação de compra de votos durante o pleito de 2016. Como o vice, Acir Aquino, é corréu no mesmo processo, o presidente do Legislativo Aparecido de Souza Viana-PSDB, o popular Tutão, assumiu, recentemente, a direção da municipalidade. Ele pertence ao mesmo grupo político que reconduziu Fernanda na reeleição e governará até o julgamento de um pedido de Medida Liminar impetrado pela ex-prefeita junto ao TSE. A defesa da ex-alcaidessa está a cargo do jurista Tito Costa, especialista em direito eleitoral e não há data agendada para julgamento da ação. A Promotoria já rogou novo pleito.


João Binhardi (à direita) no momento da posse como prefeito interino de Meridiano