quinta, 19 de outubro de 2017
área do assinante
09/10/2017 15:30
Edição 3147

Lançada há 2 meses, Ecosport já fica mais cara

Versão de entrada subiu R$ 3 mil; a SE R$ 4 mil. Vendas decepcionam e modelo é apenas o 19º mais vendido em setembro


As vendas do novo modelo da Ecosport, cuja linha 2018 “totalmente” reformada iniciou-se há apenas dois meses, decepcionam e colocam a ex-queridinha do mercado nacional apenas na 19º posição dentre os mais comercializados em setembro, atrás das concorrentes Jeep Compass, Honda HR-V, Hyundai Creta, Nissan Kicks e em empate técnico com o Jeep Renegade. Mas, aparentemente, a Ford não deve estar muito preocupada com os números. Apesar da decepção, ela anunciou nesta semana um aumento para toda a linha 2018. Agora ele parte de R$ 76.990 ante R$ 73.990. Ou seja, R$ 3.000. Esse é o preço da versão SE 1.5 manual, sendo que a FreeStyle 1.5 manual pulou de R$ 81.490 para R$ 82.490, alta de R$ 1.000. Mas, na versão automática de seis marchas, a SE ficou nada menos que R$ 4.000 mais cara. Na FreeStyle automática, essa diferença cai para R$ 2.000 a mais. Por fim, a topo de linha do Ford EcoSport 2018, a Titanium, teve acréscimo de R$ 1.900. A Eco 2018 vem com a LEDs diurnos, sete airbags (frontais, laterais, cortinas e joelho do motorista), controles de tração e estabilidade, sensores de ponto cego e tráfego cruzado em ré, sensor de pressão dos pneus, assistente de emergência (192), faróis de xênon, multimídia SYNC 3 dotada de tela sensí- vel ao toque de 6,5 ou 8,0 polegadas com Android Auto e Car Play.