segunda, 20 de novembro de 2017
área do assinante
01/11/2017 11:12
Edição 3163

Ex-prefeito recorre ao diretório nacional para assegurar candidatura a deputado

Em briga interna no partido, Liberato tem um forte concorrente para exposição de pré-candidatura: Fausto Pinato

Por Breno Guarnieri  


Durante a semana, o ex-prefeito de Valentim Gentil, Liberato Rocha Caldeira (PP), esteve em Brasília/DF em busca de “garantias políticas” do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do partido. A intenção de Liberato é assegurar candidatura a deputado federal nas eleições de 2018.  


Liberato protocolou documento junto à executiva nacional, solicitando, por escrito, legenda para disputar uma das vagas à Câmara Federal. À Reportagem de “O Extra.net”, o ex-prefeito, filiado há mais de 29 anos no Partido Progressista,  destacou que conversou com Ciro Nogueira, tendo em vista a falta de diálogo com Guilherme Mussi, presidente estadual em São Paulo.


Concorrente direto


Na última quarta-feira (25), o ex-candidato, em 2010, à Câmara Federal, Liberato Caldeira, anunciava à imprensa regional que era pré-candidato a deputado federal no próximo ano pelo PP. Já na manhã de quinta (26), a história ganhou novo contorno e, de acordo com o seu atual partido, seria praticamente nula qualquer possibilidade dele galgar a candidatura. Caso queira mantê-la, Liberato deverá buscar abrigo em outra sigla. E o motivo para tamanha reviravolta tem nome e sobrenome: Fausto Pinato, contra o qual concorreria pelo voto regional e pior, dentro do mesmo partido com o qual Fausto tem acordo firmado e bem definido.

 

 

Liberato em situação complicada

 

Em contato com a Reportagem, Ciro Nogueira e Guilherme Mussi foram enfáticos: no noroeste paulista, região que abrange cerca de 280 municípios, com delimitação geográfica iniciando-se em Araraquara e indo até a divisa estadual com MG e MS, quem tem a palavra final nas decisões políticas é o parlamentar fernandopolense. “Eu tenho currículo e história dentro deste partido. Eles terão que apreciar o mais rápido possível o referido pedido, uma vez que o diretório estadual não deu nenhuma resposta”, resumiu Liberato.

 

Liberato Caldeira em busca de “garantias políticas” para 2018