segunda, 20 de novembro de 2017
área do assinante
06/11/2017 08:56
Edição 3165

Bem menos coração

Por Sandra Moreira

Reinventar-se nem sempre é fácil, mas necessário. Neste processo é importante rever os valores, crenças, ideologias e escolhas. Fazer uma retrospectiva de toda a sua vida. Selecionar os erros e acertos num processo consciente e racional. É hora de ser dura, não se poupe. Mudanças à frente, coragem é essencial para a nova caminhada.


É preciso desenvolver a honestidade intelectual, ou seja, é parar de se iludir e tratar de se relacionar com as verdadeiras motivações determinantes de suas condutas. E aqui já estamos diante das primeiras grandes dores, pois é evidente que aquele que quiser se guiar pela verdade terá que saber coisas nem sempre muito lisonjeiras acerca de si mesmo. E isto provoca sofrimento. Mas não faz mal porque os outros maiores ainda terão que acontecer. Não existe um caminho para o desenvolvimento pessoal que não passe por obstáculos deste tipo, que já são parte do próprio processo de evolução. Sim, porque poder tolerar razoavelmente bem tais tormentas nos faz mais forte de verdade.


Terá que se desarmar completamente. Terá que abrir completamente seu coração, condição irreversível. Sim, porque as coisas ditas têm um peso dramático. E guiado pela razão, terá que buscar forças no sentido de conseguir exercer sua vontade. O termo vontade, hoje muito pouco usado, denomina uma força que nasce da razão. Desejo nasce do corpo, ao passo que vontade deriva da razão. Tem a ver com disciplina e com coragem.


Aliás, confessar nossas fraquezas exige sempre muita coragem. Em decorrência desta vontade de mudança, é hora de fazer as tentativas de modos novos de ser e de se portar. Busca, com humildade, se colocar com sinceridade, busca conter suas tendências regressivas, busca os prazeres derivados das trocas.


Assim determinada pela vontade de mudança irá ousando as novas posturas. Aos poucos poderá perceber que existem incríveis prazeres em se dar prazer à outra pessoa. Terá se iniciado num novo prazer, o de dar e não o de receber. Ao chegar a este ponto, as coisas se tornam mais simples, uma vez que os novos prazeres, por si mesmos, tendem a perpetuar as novas condutas. O difícil é chegar até este ponto, coisa que exige determinação e vigor que só podem nascer desta força racional que é à vontade.


Racionalidade é estar liberta de todos os vícios que atrapalham seu crescimento, a busca da concretização do seu sonho. É estar consciente do que você quer e do que você não quer. É estabelecer as metas e iniciar. É a certeza que as decisões da sua vida dependem única e exclusivamente de você. Seu âmago digeriu, compreendeu e está forte para enfrentar o que vem pela frente desfrutar do que é bom e compreender o que não. Compreenda que não existe perda sem ganho e vice e versa.


Então, vamos caminhar com os olhos no futuro criando e aproveitando as oportunidades que são suas. Somos livres e liberdade é algo que tem muito valor, saúde, inteligência emocional. O universo conspira com favorecimento aos que coloca as rédeas de sua vida em suas mãos. Um grande abraço e um gostoso cheiro de alecrim!





em destaque