segunda, 20 de novembro de 2017
área do assinante
06/11/2017 10:21
Edição 3165

O bom aluno

Por Chico Piranha

Lá se vão uns vinte anos mais ou menos, certa ocasião, o professor César Whitaker,que por muitos anos foi presidente do CPP Regional de Rubinéia, em uma de suas famosas pescarias pelo Pantanal, contratou o Totonho como “guia” para acompanhar um grupo de turistas americanos. Nascido ecriado naquela região, o Totonho é um daqueles pantaneiros que conhecemo lugar melhor que a própria palma da mão. E lá se foi todo mundo à bordo da Chalana do César.

         Duas horas depois, um dos turistas, puxou conversa com o guia.

         --- Será que a gente vai pegar algum peixe grande?

         E Totonho, mais do que solícito:

         --- Vichi, aqui pega de “barde”. Ali na “vorta do parmito”,por “exempro”, inté que nuncapescou, sempre pega “argum” bitelão!

         E o professor César, que sempre primou pelo bom português, não se conteve:

         --- Pelo amor de Deus Totonho, não é“barde” é balde; não é “vorta”, é volta; não é “parmito”, é palmito; não é “exempro”, é exemplo; não é “argum”, é algum! E realçando aentonação na letra “éle”, repetiu quase soletrando: balde, volta, palmito, exemplo, algum!

--- Entendeu,Totonho?

         --- Sim sinhô!

Totonho coçou a cabeça, pensou, pensou e ficou de bico bem fechado.

Um quilometro e meio rio abaixo, um bando de grandes aves brancas passou voando rente ao rio e bem perto do barco. Encantado, o turista americano perguntou:

         --- Seu Totonhas, que bichas ser aqueles branconas?

         --- Seu Dotô, aquele é um bando de “Galças”!

Momentos depois, nova revoada de pássaros, agora bem menores que os do primeiro bando.  Empolgado com a cena, o turista pergunta novamente.

         --- E que espécia ser aqueles bichinhas pequenas branquinhas?

         E de novo, o Totonho, bem ao seu jeitão de matuto, sapecou:

         --- Aquele lá é um bando de “Galcinhas”!





em destaque