segunda, 20 de novembro de 2017
área do assinante
13/11/2017 09:00
Edição 3170

Traição não!

Por Sandra Moreira

Quando amamos alguém e idealizamos sermos correspondidos na mesma proporção, os sonhos deixam de ser individuais e passam a ser em conjunto. Fazemos planejamento dos nossos dias, meses e anos ao lado do nosso amor. O amor verdadeiro que sentimos nos alimenta de paz e aconchego, então é normal que queiramos esse sentimento até os últimos dias de nossas vidas.


A presença da pessoa amada é sinônimo de alegria, companheirismo, desejo sexual correspondido. Uma tranquilidade adquirida, de que não precisamos mais buscar, sonhar, desejar, conquistar o amor da nossa vida. Como acreditamos ter, gastamos essa energia para outros sonhos. Ninguém quer viver sozinho para sempre, podemos até abdicar de uma companhia quando não existe amor e sim, conveniência.


Importante ressaltar que podemos ser traídos em qualquer relação que vivemos, seja ela, pessoal, profissional e familiar. Em todas sentimos fortes dores e angústias. Mas acredito que a maior traição é a de cunho amoroso.


É uma das maiores dores que podemos vivenciar, consiste em nos sentirmos humilhados, muito agredido e brutalmente magoado. Somos frustrados, porque depositamos uma expectativa, um sonho, uma realidade que não corresponde com os acontecimentos na descoberta da traição. Seu amor não foi correspondido na mesma proporção que você doou!


Acredito que o amor verdadeiro e genuíno não permite quando amamos darmos vazão aos desejos de estarmos com outro, ninguém deixa de sentir, mas, o amor verdadeiro não permite a busca de outro relacionamento, mesmo que seja eventual.


Traição é ser surpreendida por acontecimentos inesperados. Atraição é cruel e extremamente dolorosa, compreender a rejeição, a troca, recuperar sua autoestima, refazer seus planos e prosseguir exige tempo, maturidade e muito amor próprio.

Ninguém está imune de ser traído, pode acontecer com qualquer um e as explicações são várias. Mas, a sua dor é única e sua decisão também. Faça desta dor um crescimento, uma fortaleza para os novos relacionamentos que virão. Sim, o amor que se vai pode trazer outros benefícios. Acredite não era amor! E o que realmente você merece virá, tenha fé e valorize-se sempre.


Utilize todos os recursos necessários para recomeçar de novo, buscar crescimento, focar em novos projetos. Tenha paciência consigo e solicite o mesmopara quem está perto de você. O tempo será seu maior aliado, as dores vão passar de acordo com a disponibilidade de sua energia para o crescimento.


Você compreenderá que a maior perda foi de quem perdeu o seu amor, sua dedicação e parceria.Faça disso um aprendizado,uma lição para você não trair ninguém. Siga em frente e não se esqueça de que lidar com a dor da traição é apenas para os fortes. Um abraço e um cheiro de alecrim!





em destaque