domingo, 19 de novembro de 2017
área do assinante
13/11/2017 16:00
Edição 3170

Olha só o que nós tivemos e perdemos

Por Claudinei Cabreira


Dia desses conversando com um amigo, começamos puxar pela memória o comércio, a indústria e o agronegócio de Fernandópolis, dos anos sessenta para cá. Será que você se lembra como era o nosso comércio de antigamente? Será que ainda se recorda de lojas como a Casa Douglas, Eletromóveis Grecco, Loja das Noivas, Bazar 10, Loja Econômica, Loja Ultragaz, O Rei do Alumínio, Loja Benfati, Loja Vigorelli, Palácio dos Livros, Loja Narita, Irmãos Yamada Ferragens, Casas Matos Tecidos e Casas Matos Calçados, Rei dos Retalhos, Casa Seixas, Casas Matos Secos e Molhados, Casa Araraquara, Casa Sano Presentes, Radel Materiais p/Construção, Casa Santa Rita, Anzol Dourado, Loja Figueiroa, Radiolar Discos, Foto Primavera, Ribeiro Center, Dragão Calçados, Soneca Colchões, Casa Sano Calçados, Bola Viva Esportes, Casas Lusitana, Dimar Bebidas, Panificadora Papapão, Big Bife Carnes, Casa de Carnes Vale do Rio Grande, Supermercados Dias Pastorinho, Supermercado Sesi, Supermercado Capela e Supermercado J. Pires? Isso sem contar algumas casas comerciais que possamos ter nos esquecido ou as menores e menos famosas.


Ainda no comércio varejista, por exemplo, vale recordar que um dia aqui tivemos filiais de importantes redes de lojas como as Casas Jaraguá, Casas Buri, Lojas Riachuelo, Lojas Arapuã, Jetcolor, Lojas Marisa, Lojas Americanas e Carrefour.

No setor de hotelaria será que você se ainda lembra do Fernandópolis Hotel, Hotel Central, Municipal Hotel, Primavera Hotel,  Hotel Ribeiro, Lider Hotel  e mais recentemente o Bom Pastor? Na área de restaurantes, bares e lanchonetes, será que você se recorda do Restaurante do Arruda, Restaurante do Babá, Restaurante e Snookerdo Táo, Copacabana Bar, Churrascaria Minuano, Bar Heliar, Bar Alvorada, Apertadinho, Café Casinha, Bar do Cinema, Barbarella, Cinelândia, Chiken-in, Choperia Picolino, Choperia 99 e Choperia Pinguim?


No setor de entretenimento e lazer, lógico que você se recorda do Snooker Bandeirantes, dos Cines Fernandópolis e Santa Rita, dos bailes de gala e das domingueiras do FEC , e será que você chegou mergulhar nas piscinas da antiga ADF/Tênis Clube e do Uirapuru Clube de Campo?


E se você tem mais de cinquenta janeiros, com certeza se lembra da Escola de Comércio, da Casa de Saúde do Dr. Osmar Luz, que depois virou Hospital Regional, da Feraup Peças, Renê Auto Peças, Transportadora Conde, Transportadora Prá Frente e do Expresso Salomé, do saudoso Rubens Folchini?. Vai se recordar também que no setor bancário aqui tivemos agências dos bancos Comercial, Brasul, Comind, Mercantil, Banco da Lavoura, Bandeirantes, Nacional e Banco Interior.


No setor de concessionárias de veículos, os mais antigos vão se lembrar que um dia tivemos a Willys Overland, a SincaChambord, a DKV Vemag, Green Veículos (Toyota) e por último a Suzuki Motos e Konstru Motors. As quatro grandes montadoras nacionais ainda mantém suas agências na cidade, mas todas há alguns anos sob nova direção.


No setor do agronegócio, na época das colheitas de café, algodão e arroz, será que você chegou ver as enormes filas de caminhões que se formavam ao longo da antiga Avenida da Estação para entregar suas cargas no IBC e no Ceagesp? Mas antes disso havia a Volkart, Cobral, Sanbra, Anderson & Clayton, Algodoeira Ouro Branco, Cocafer, Agrimista, Cacenepe, Cafeeira Alvizi, São Judas Tadeue dezenas de máquinas de benefício de café e arroz na periferia da cidade. Ainda neste setor, havia a Iap Fertilizantes, Rodhia, FertiplanFertilizantes , isso sem contar as concessionárias de máquinas e caminhões como a CBT Tratores, Agrale Motos, Tratores e Caminhões, Deutz Tratores, Endo Tratores, Tratoeste - Ford Tratores e Tarraf Caminhões.


No setor da indústria de transformação a cidade viu nascer a hoje gigante Pelmex Indústria de Colchões, Carrocerias Carsisto, Carrocerias Irmãos Santos, Industrial de Óleo Coferol, Fábrica de Bebidas Ferrari, Fábrica de Bebidas São Paulo dos irmãos Angelucci, Fábrica de Bebidas Nacional, WTW Transformadores, Faleg Transformadores, Pastifício Fernandópolis,Masari Materiais p/Construção, Madeireira e Fábrica de Móveis, Torrefação de Café Maria Flora e Café Santa Maria, Quebracho e Marruco Indústria de Tanino, Indústria de Móveis Marassi, Consebel Indústria de Móveis, Fábrica de Urnas da Organização Social de Luto, Satélite Indústria de Confecções, Cosari – Couros Santa Rita, Curtume Fasolo, Curtume Texas,Couroquímica, Plastictac Indústria de Plásticos, G. Luz Indústria de Refrigeração,  Carrocerias Fachini, Latícinio Nestlé, Latícinio Vigor, Latícinio Vita Leite e o Frigorífico Vale do Rio Grande. Isso sem cortar que um dia também tivemos importantes sedes regionais e agências de órgãos públicos estaduais e federais. Pensando bem, imagine como seria Fernandópolis se hoje tivéssemos aí pelo menos uns 50%dessas empresas. Fica a pergunta: onde foi que nós erramos?. Semana que vem tem mais. Até lá.