domingo, 17 de dezembro de 2017
área do assinante
06/12/2017 10:52

Fusão incentivará produção de grãos no interior paulista

Folha Regional 



Depois de cinco meses de negociação, a Coacavo – Cooperativa do Agronegócio e Armazenagem de Votuporanga – finalizou o processo de fusão com a Coopercitrus – Cooperativa de Produtores Rurais. Os motivos da união e os benefícios gerados foram apresentados para a imprensa, empresários e autoridades durante reunião promovida pela ACV – Associação Comercial de Votuporanga, na manhã desta terça-feira (5).


“A fusão com a maior cooperativa paulista na comercialização de insumos, máquinas e implementos agrícolas, foi a alternativa que encontramos para o fortalecimento da economia dos nossos produtores e, consequentemente, da cidade”, explicou o presidente da Coacavo, Osvaldo Caproni.


A Coacavo nasceu em 1964, para contribuir com os produtores de café. Anos mais tarde, mudou seu rumo de atuação, seguindo a tendência do mercado de grãos. Na última década, a Cooperativa, sentiu o impacto gerado pelo crescimento da cultura da cana-de-açúcar na região.


“Com essa fusão, ligamos Votuporanga a rede da Coopercitrus, trazendo para Votuporanga os benefícios já conhecidos em diversas regiões do interior do Estado, do Triângulo Mineiro e também do Sul de Minas”, complementou Caproni.


No total, 1.863 produtores rurais foram incorporados à Coopercitrus, que atua na defesa de produtores rurais, buscando ação ampla e ganhando cada vez mais espaço por conta da força de mais de 30.500 cooperados. A instituição tem mais de 40 anos de história e forte presença no mercado.


“Estamos com projetos para que Votuporanga seja centro regional para exportação de grãos, como a soja. A Coacavo possui uma estrutura excelente para comportar essa produção e escoar para fora do Brasil, com a instalação do Terminal de Transbordo Ferroviário, que já estamos buscando com apoio do prefeito João Dado”, reforçou José Vicente da Silva, presidente da Coopercitrus.


Com a fusão, os produtores locais também terão, com o tempo, acessos, por exemplo, a serviços como a loja de produtos agrícolas e de insumos, revenda de máquinas agrícolas, armazéns de café e açúcar, fábricas de ração, entre outros.


José Vicente esclareceu, ainda, que Votuporanga deverá diversificar sua produção agrícola em breve. “A cidade e a região têm todo potencial para isso. A soja, por exemplo, pode ser inserida naquele período de renovação da cana. Sendo que a cada ano, podemos trabalhar com algo diferente, beneficiando a renda do produtor”, pontuou.


Para o presidente da ACV, o advogado e empresário Celso Penha Vasconcelos, o encontro permitiu esclarecer todas as dúvidas que surgiram nos últimos meses. “O público entendeu melhor esse processo e visualizou as grandes mudanças que virão para toda a região, com a geração indireta de emprego e fortalecimento dos produtores rurais”, finalizou.



https://www.folhar.com.br/destaques-folha/fusao-incentivara-producao-de-graos-no-interior-paulista/