quarta, 24 de janeiro de 2018
área do assinante
27/12/2017 13:22

‘Quando estou fraco, forte eu estou'

Por Josanie Branco

Mais um findar de ano e com ele a certeza de quesobrevivemos até aqui, com dias de lutas, alegrias, tristezas, aprendizados eesperança. Para muita gente, nem tudo o que foi planejado pode ser conquistadocom jubilo, para outros as contemplações superaram expectativas. Enfim, tendosim bom, ou nem tanto, 2017 vai chegando ao fim e abrindo o caminho para achegada de novos 365 dias.


Assim como é de praxe, ao final dos 12 meses que compõemo ano é hora de fazermos aquela famosa reflexão e retrospecto do que de fatonos fez bem e felizes. Confesso que para mim não foi um ano fácil, na verdadefoi o mais triste que já vivenciei, dias de angústia intensa e medos. Um anoque fica marcado pela dor, mas também pela superação e o cuidado de Deus paracomigo e minha família.


Lembro-me com clareza que no primeiro dia de janeiroalmejei tantas coisas, fiz propósitos e tantos planos, pois, de fato, euacreditei que seriam realizados, mas não foram. Ao invés de realizar meussonhos, senti meu coração dilacerado, perdi as minhas forças para lutar e meentreguei a um período de luto profundo.

Perder meu pai, ter que presenciar sua despedida foi opior de todos os meus momentos vividos e, ainda hoje, passados seis meses doseu falecimento, é difícil conter as lágrimas.


Ainda não sei lidar com isso, tudo me lembra o grandehomem que ele foi e a falta que faz para nós, uma dor latente que insiste emnão cessar. Realmente não foram dias fáceis neste 2017, mas que precisaram servividos com garra, com fé e conformidade, afinal o que fica são as tantaslembranças e bons ensinamentos que ele nos deixou.


Na próxima sexta-feira meu pai completaria mais umaniversário, sem dúvida essa sempre foi uma das datas mais festejadas por nós,pois como família aprendemos a importância de comemorarmos e celebrarmos o domda vida e ele sempre comandou esses momentos festivos com maestria. Mas hoje, oque era doce perdeu o sabor, o que era colorido já não tem mais tanta cor,foram sonhos não realizados, planos não efetivados de um guerreiro que lutouaté o fim com dignidade. Sei que com o passar dos dias a dor vai amenizar elevarei no meu coração e nas minhas lembranças a imagem de um ‘superpai’, omelhor que Deus poderia ter preparado para mim.


Com a ausência desse grande homem aprendi muitas coisasque levarei comigo até o fim dos meus dias. A verdade, é que nem sempre o quepedimos no início de cada ano vai se concretizar, talvez tudo saia exatamenteao aposto daquilo que planejamos, e, nessas horas, quando pensamos que estamosfracos, o Criador nos faz fortes para guerrear e vencer.


Na vida é preciso agir com sabedoria e conhecimento. Nãotente mudar seu percurso, apenas creia que tudo o que tiver que ser, será. Dêseu melhor em tudo o que fizer, ame demasiadamente sua família, cultive amigos,seja honesto e pratique o bem a qualquer hora. Não espere para ser feliz, nossaúnica certeza é o nosso agora, porque Deus já cuidou de cada detalhe do queainda está por vir.

Feliz 2018!