sábado, 24 de fevereiro de 2018
área do assinante
26/01/2018 15:37

Menor encontrada em casa de prostituição era considerada desaparecida

Por G1 


Uma das adolescentes flagradas em situação de exploração sexual em São José do Rio Preto (SP), na madrugada desta quinta-feira (25), era considerada desaparecida. Duas menores foram encontradas em uma casa durante operação da Polícia Civil no bairro Vale do Sol.


Durante a ação da polícia, uma mulher de 25 anos também foi presa suspeita de prostituição de menores. A mulher, segundo a polícia, era dona da casa onde ocorriam os programas.


De acordo com informações da polícia, um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento havia sido registrado pela avó de uma das meninas, apesar de manterem contato por telefone.


Ainda segundo a polícia, uma das adolescentes chegou a mentir a idade na idade, mas depois confessou que tinha 15 e, a outra, 17 anos. Uma delas usava documento falso e as duas menores foram apreendidas.


Policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE) cumpriram três mandados de prisão no local por determinação da Justiça da Infância e Juventude.


A mulher presa no local vai responder por exploração sexual de menores, rufianismo e favorecimento à prostituição.


CINCO PROGRAMAS POR DIA 

Na residência foram apreendidos celulares, documentos e camisinhas. Até um caderno com a contabilidade dos programas feitos pelas menores foi encontrado pela polícia.


De acordo com polícia, elas faziam até cinco programas por dia, ao custo de R$ 100 cada. Além disso, as jovens pagavam R$ 100 por dia para a dona da casa.

Ainda segundo a polícia, a mulher deve permanecer presa e as menores ficarão à disposição da Justiça.


Os pais das garotas também devem ser chamados para prestar depoimento. A polícia informou que as adolescentes não eram mantidas em cárcere privado.


Menores prestaram depoimento na Central de Flagrantes de Rio Preto (Foto: Reprodução/Google)