sábado, 24 de fevereiro de 2018
área do assinante
30/01/2018 08:54

Polícia investiga atropelamento de criança por motociclista

Crime gerou revolta em Fernandópolis e moradores chegaram a realizar uma campanha nas redes sociais para cobrar a identificação e prisão do motorista

Livia Caldeira 


Criança correu para o meio da rua Ceará e foi atropelada por moto no bairro Jd. Barbosa 



A Polícia Civil continua investigando a morte de uma criança de um ano e quatro meses atropelada por um motociclista na noite deste sábado, 27. O acidente foi registrado por volta das 23h30 na rua Ceará, no Jd. Barbosa, zona leste de Fernandópolis.


Segundo a PM, a criança estava saindo de casa com a mãe quando correu para o meio da rua.  Informações do boletim de ocorrência dão conta de que o menino foi atingido pelo motociclista, que trafegava em alta velocidade e fugiu do local do acidente sem prestar socorro.  Com o impacto, o garoto foi arremessado a uma distância de aproximadamente 7 metros, de acordo com o B.O. registrado na madrugada deste domingo.


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer o menino, que foi levado para a Santa Casa de Fernandópolis, mas não resistiu aos ferimentos. A mãe do garoto não conseguiu anotar a placa da moto.


Ainda de acordo com a PM, foi solicitada perícia técnica no local e recolhido um pedaço do para-lama dianteiro da moto.


Até o fechamento desta edição, o motociclista ainda não havia sido identificado pela Polícia, que deverá requisitar imagens das câmeras de segurança de residências e estabelecimentos comerciais que ficam no entorno do local.


REPERCUSSÃO NAS REDES SOCIAIS

O crime gerou revolta pela cidade e moradores do bairro chegaram a realizar uma campanha nas redes sociais para cobrarem a identificação e prisão do motorista.


“Atenção pessoas de bem de Fernandópolis e região! Se você conhece alguém que tenha uma moto CB 300 azul com parte do paralama quebrado ou mesma em perfeitas condições, com placas de Fernandópolis SP ou cidade vizinha, anote a placa e ligue para 190 - Polícia Militar ou 197 - Polícia Civil. Se você trabalha em alguma oficina de moto e alguém for com uma CB 300 para trocar o paralama. Troque, anote a placa e ligue para Polícia. Vamos compartilhar até que essa pessoa seja presa e pague pelo que fez!  Isso não vão trazer o garotinho de volta, mas, é o mínimo que tem de acontecer com essa pessoa!”, dizia uma das mensagens a respeito do caso que circulava pelo aplicativo WhatsApp e pelo Facebook. 


Campanha que está circulando nas redes sociais