domingo, 25 de fevereiro de 2018
área do assinante
10/02/2018 10:19

Corte de árvores deixa população revoltada: 'O que a Prefeitura está fazendo?'


Da Redação


Ninguém sabe ao certo o que a Prefeitura de Ouroeste está realizando na cidade. Sem um prévio esclarecimento aos munícipes, ou comunicado oficial à Imprensa, a poda e o corte de diversas árvores, registrados em vários pontos da Avenida dos Bandeirantes, desde o Hospital João Veloso e o Pronto Socorro até a UBS Jardim Sarinha, acabou, não só com a sombra, mas também com a tranquilidade de muitos moradores. O medo é que ocorra o que se viu, no mês de junho do ano passado, na Avenida João Veloso, quando todas a árvores do canteiro central da via foram cortadas e retiradas. A Prefeitura de Ouroeste alegou, à época, que realizava a "repaginação da Avenida João Veloso", principal acesso ao município de Populina. "Uma das propostas é substituir as espécies de árvores plantadas no canteiro central, consideradas de grande porte, por espécie de pequeno porte, uma vez que estão plantadas em um canteiro de pequena extensão, o que está ocasionando o levantamento da calçada e até do asfalto, além de atingiram a rede de iluminação pública. A avenida será revitalizada com um novo paisagismo", divulgou a Prefeitura em meados de 2017. Agora, com as recentes retiradas das árvores da Avenida dos Bandeirantes, só que sem qualquer esclarecimento, os munícipes se perguntam: "O que será que a Prefeitura está fazendo?". Árvores localizadas ao lado de postes de iluminação foram algumas das espécies cortadas, como registrou a Reportagem de "O Extra.net" na manhã da última quinta-feira (08). Outras foram somente podadas. Já no entorno de toda a quadra que abriga uma Secretaria Municipal, a EMEI "Nair Rosa Corado" e a EMEI "Paraíso Infantil", bem como o Museu de Água Vermelha, na altura do cruzamento da Rua João Carmona com a Avenida dos Bandeirantes, o calçamento está sendo reformado por completo. Assim, a maioria das árvores naquela localidade - em todo o quarteirão -, foram retiradas, restando somente algumas em frente da "Paraíso Infantil" e da Secretaria Municipal. De acordo com apuração da Reportagem, a Prefeitura deverá implantar dispositivos de acessibilidade e refazer a calçada que já estava bastante danificada. Procurada pela Reportagem, a Prefeitura não se manifestou sobre tais fatos.