ENTRELINHAS

Pandemia do Coronavírus já matou mais que "uma Jales" inteira

Pandemia do Coronavírus já matou mais que "uma Jales" inteira

Comparação ganhou mensuração tangível ao ultrapassar os 50 mil óbitos

Comparação ganhou mensuração tangível ao ultrapassar os 50 mil óbitos

Publicada há 2 semanas

Da Coluna Entrelinhas


Pandemia do Coronavírus já matou mais que "uma Jales" inteira

Às vezes, necessário se faz comparações com mensurações tangíveis para que uma parte das pessoas tome ciência da catástrofe que assola o país.

Uma população correspondente à cidade de Jales inteira já foi dizimada pela pandemia de Coronavírus! Isso mesmo! Dados oficiais do Ministério da Saúde (que por sinal continua sem um titular há 40 dias) apontam que 52.771 brasileiros sucumbiram à Covid-19 e vieram à óbito. A população jalesense inteira, estimada pelo IBGE para este ano é de 50.112 habitantes. Isso até a tarde de quarta-feira, 24, quando os dados do dia ainda não haviam sido acrescidos às estatísticas.

Mensurando: são 1.151.479 casos confirmados em todo país, com 613.345 recuperados e 229.475 positivos com 13.068 mortes no Estado de São Paulo.


Otimismo exagerado? Doria marca volta das aulas presenciais para 08 de SetembroO governado João Doria durante entrevista coletiva na quarta-feira, 22. Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Recheado de protocolos, tais como distanciamento entre os alunos, monitoramento das condições de saúde e protocolos de higienização dos ambientes escolares, dentre outros que, convenhamos, esbanja utopismo, o governador paulista marcou, em coletiva de quarta-feira, 24, a data de 08 de Setembro para a retomada escolar presencial.

Com rodízio entre os estudantes (35% na fase inicial), a data servirá para as redes estadual e municipal, creches e universidades, além de servir como recomendação para a rede privada. 

Bastou a divulgação da matéria em nosso site (confira clicando aqui) para que dezenas de mães de alunos manifestassem contrariedade à medida. Muitas afirmam que só encaminharão seus filhos após a cessação completa dos riscos ou com a criação de uma vacina.


Ajuda às empresas? Dados oficiais mostram que é uma balela

O acesso ao crédito por empresas apresentou queda no país. É o que afirma o Indicador de Facilidade de Acesso ao Crédito, levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV) realizado a partir de sondagens empresariais. Em junho, o indicador alcançou 55,6 pontos, contra 56,2 pontos em maio. De acordo com a FGV, neste mês, 7,7% das empresas responderam que estão tendo facilidade para realizar em empréstimo. Em maio, esse percentual era de 10,8%.

Em janeiro deste ano, o índice chegou a  95,3 pontos, perdendo 31,8 pontos entre março e abril, a maior queda mensal da série histórica, segundo a FGV. Por outro lado, entre maio e junho deste ano, a parcela das empresas que relatou dificuldades para acessar crédito caiu de de 36,8% para 33,8%. De acordo com a FGV, as perdas no indicador nos cinco primeiros meses do ano foram piores do que as registradas na crise de 2014 a 2016.


Polêmica no Legislativo de Ouroeste envolve presidente Rosalino e vereador San HatayamaOs protagonistas da mais recente polêmica: o presidente Tomaz e o vereador Hatayama. Arte: Jornal O Extra.net

Clima político está pesado com o aproximar das Eleições 2020 em Ouroeste. Com três - ou até quatro pré-candidatos - à Prefeitura, grupos partidários estão, precocemente, entrando em conflito, ora, em virtude da própria disputa eleitoral, ora com vistas a outros temas que jazem profunda cisão entre Executivo e Legislativo ou até mesmo dentre membros de idêntico poder.

Num deles, talvez o maior até agora (e com potencial de desdobramento até na seara judicial) envolve o atual presidente da Câmara Rosalino Tomaz e o vereador San Hatayama. Este, em um grupo de WhatsApp ameaçou a presidência de buscar abrigo no Ministério Público Estadual contra uma suposta obra de reforma no prédio do Legislativo avaliada em cerca de R$ 200 mil. San alega que o período pandêmico exige maiores responsabilidades por parte dos gestores e que gostaria de ver o recurso retornar aos cofres da Prefeitura para investimentos na Saúde. Já Rosalino respondeu em alto tom e jogou mais lenha, desafiando o vereador a irem, juntos, à Promotoria. O presidente disse que também apresentaria comprovantes de pagamentos que supostamente beneficiaram pessoas supostamente vinculadas ao vereador e arrolou uma série de gastos efetuados pela Prefeitura, no seu ver, considerados supérfluos. Ele também negou a execução da obra (está apenas em estudos), afirmou que se trata de recomendação do Corpo de Bombeiros e que o valor real é de R$ 175 mil. 

Rememorando, o primeiro - Rosalino - é declaradamente partidário da dupla Alex Sakata e Júlio Santos que deve disputar o pleito de Outubro (ou Novembro), enquanto que o segundo defende arduamente a atual prefeita Livia Oliveira e o vice Neno Rodrigues.


A volta dos que já foram! - O martelo ainda não está batido mas a evolução é inegável! Dantes dada como praticamente impossível, hoje a volta às urnas da dupla Pessuto/Pinato tem altíssima probabilidade de se repetir, embora o cargo de Pinato ainda seja pleiteado por outros partidos, em especial PSDB e MDB, mas, na avaliação de um graduadíssimo integrante do grupo, a prioridade, em querendo, será o irmão do deputado Fausto. Na outra hipótese, Gustavo partiria para a disputa proporcional.

Pré-candidato com Covid-19 viu Jesus - A história vem de Rio Preto e tem como protagonista o candidato a prefeito Carlos de Arnaldo. Em postagem numa rede social na terça-feira, 23, ele afirmou que depois de pedir a Deus, sentiu uma luz percorrer seu corpo e que, "de repente, com os olhos fechados ainda, vi Jesus me sorrindo. Ele veio me curar".

Reabertura da rede hoteleira em Olímpia - A estimativa - ou previsão, ou vontade, ou esperança, ou expectativa - do prefeito de Olímpia Fernando Cunha é reabrir a rede hoteleira no próximo mês e os parques aquáticos em Agosto. Com a cidade dependendo - e muito - economicamente do setor turístico, será necessário a mudança na classificação estadual. Atualmente o município está na Fase 1, a qual tem as maiores restrições, sendo que já fora classificada na Fase 3 e, após crescimento dos casos positivos, regrediu. 


"Salta aos olhos o despreparo do governo para conduzir um País de tamanha complexidade, sobretudo em um período como o que passamos".

Do secretário estadual de Desenvolvimento Regional, em entrevista ao site DL News, respondendo indagação a respeito do governo federal. Vinholi afirmou ainda que os "resultados são sofríveis na economia, na indústria. A preocupação com o impacto de uma politica internacional ideológica que tem nos colocado em posição de descrédito, impactando nosso agronegócio. Ausência de política na área da educação, comprometendo as futuras gerações. Para ficar por aqui, a negação do combate ao coronavírus, contrário a toda comunidade científica e médica internacional. Vejo tudo isso com muita preocupação".


últimas