ELEIÇÕES 2020

Liberato não será candidato e acusa Pinato de golpe; deputado responde

Liberato não será candidato e acusa Pinato de golpe; deputado responde

Ex-prefeito ficou sem partido e acusou Fausto que declarou apoio a Adilson

Ex-prefeito ficou sem partido e acusou Fausto que declarou apoio a Adilson

Publicada há 4 meses

Da Coluna Entrelinhas

Sem partido, Liberato desiste da disputa contra Adilson em ValentimPré-candidato desistente anuncia sua saída da disputa de Novembro. Imagem: Print Screen Facebook

Aos poucos o inevitável funil vai cumprindo seu dever e separando aqueles que estarão nas urnas daqueles que tardarão pelo caminho.

O último (ao menos que temos notícias) a anunciar, oficialmente, que não irá disputar a chefia do Executivo Municipal valentim-gentilense foi o ex-prefeito Liberato Caldeira. O motivo informado pelo ex-presidente da Associação dos Municípios do Oeste Paulista-AMOP foi que “ficou sem partido” para concorrer, pois pertence aos quadros do Progressistas (antigo PP) e o Diretório Municipal/Estadual teria lhe negado a vaga. 

Em um vídeo divulgado em redes sociais, Caldeira criticou a jogada que, nas suas palavras, foi protagonizada pelo deputado federal Fausto Pinato e resultará no partido apoiando a reeleição de Adilson Segura.

Além de Adilson, os nomes de Sérgio Ladeira, Claudemir do Skinão e de Isaque Caldeira (coincidentemente irmão de Liberato) são os principais cotados para o pleito de Novembro.

Pinato responde a Liberato: quem cumpriu seu compromisso político foi o prefeito Adilson SeguraO deputado Fausto Pinato em reunião no Congresso Nacional. Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Instado por aliados políticos a se manifestar, após receber o conteúdo digital com as declarações de Liberato Caldeira, Pinato enviou-nos, via Assessoria de Imprensa, seu posicionamento a respeito da questão. Ele afirma que Caldeira é avesso ao trabalho em grupo e confirma que o Progressista irá trabalhar pela reeleição de Adilson Segura.

Confira, abaixo, na íntegra:

"O senhor Liberato infelizmente não sabe honrar compromisso assumido, como também sempre foi avesso a trabalhar em equipe.  Sempre preferiu agir pensando exclusivamente nos seus interesses pessoais.  E foi exatamente isso que o Sr Liberato fez conosco na eleição passada e agora simplesmente está pagando o preço da sua ingratidão e deslealdade aos companheiros.  Ao contrário, quem nos apoiou e cumpriu seu compromisso político foi o prefeito Adilson Segura.  Na verdade o Sr Liberato achava que seus amigos de outros partidos políticos podiam intervir nas decisões do nosso partido (Progressista).  Como não poderia ser diferente, perdeu a queda de braço.  E o Progressista continuará apoiando o prefeito Adilson Segura, que foi nosso parceiro politicamente leal. Essa é a grande diferença de caráter".

Quer ler a Coluna Entrelinhas na íntegra?

Clique aqui.


últimas