ENTRELINHAS

É amanhã! A festa da democracia!

É amanhã! A festa da democracia!

André líder em Fernandópolis? Itiro fora em Estrela? Dr. Alex recordista em Ouroeste?

André líder em Fernandópolis? Itiro fora em Estrela? Dr. Alex recordista em Ouroeste?

Publicada há 2 meses

Da Coluna Entrelinhas

Quem diria? Justiça Eleitoral mantém inelegibilidade de Itiro

Os candidatos em Estrela D´Oeste Pedro Itiro e Barão Lopes. Arte: Jornal O Extra.net

Impossível imaginar, tempos atrás, que a compra de resmas de sulfite, material de escritório e produtos de limpeza realizada pelo então prefeito Pedro Itiro (DEM), em 2016, iria terminar dessa forma tragicômica.

Pois praticamente acabou, embora ainda reste a possibilidade de reexame da condenação junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas, diante das derrotas em primeira instância e agora, na terça, 10, no Tribunal Regional Eleitoral (TER-SP) por unanimidade, fica previsível um placar desfavorável, além, é claro, do inquantificável prejuízo eleitoral da coligação "Estrela D´Oeste Pode Mais", bem às vésperas da decisão.

Pois a decisão manteve a condenação de ineligibilidade de Itiro, seguindo sentença simétrica do juiz Mateus Lucatto de Campos.

O ex-prefeito afirmou, via redes sociais, que recorreu para Brasília, classificando a decisão como "política", pois as referidas contas (de 2016) foram aprovadas pelo Tribunal de Contas. Ele afirmou também que estará nas urnas e que pode normalmente ser votado.

Na real, caso a decisão seja mantida na próxima instância, os votos que forem dados para Pedro e Zé Afonso serão invalidados, fazendo com que o atual prefeito Barão Lopes (MDB) seja considerado o único candidato. Na hipótese contrária, voltarão a serem considerados.

Pesquisa do SBT: Pessuto fatura nas urnas amanhã

Para o SBT, através da unidade que responde pela região no interior paulista, que divulgou na terça, 10, uma pesquisa eleitoral em Fernandópolis (dados na arte) os partidários de Pessuto e Artur, da coligação “Juntos Somos Mais, Fernandópolis Não Vai Parar”, devem ter motivos para celebrações ao final da tarde deste domingo, 15.

Segundo levantamento realizado no dia 07, André tem uma vantagem na casa dos 20 pontos percentuais sobre o segundo colocado, Henri Dias, da coligação “Fernandópolis Feliz de Novo”, que tem como vice Averno Bim e de 36,8% sobre Renato Colombano da coligação “Fernandópolis Merece Mais”, que tem como vice Simone da Afada.

Obviamente que muitos agregados e simpatizantes de Dias e Colombano contestaram os índices, enquanto que os de Pessuto comemoraram.

Resta saber quem festejará logo mais? Probalisticamente, a pesquisa, aponta, de modo contundente, quem.

E Dr. Alex caminha para fazer história no domingo

Os concorrentes para a Prefeitura de Ouroeste: Dr. Alex e San Vet. Arte: Jornal O Extra.net

São vários índices flutuantes nos colégios eleitorais região afora. Muitos restritos aos bastidores e utilizados somente para orientarem campanhas, sem chegar ao grande público; outros divulgados em jornais e outras mídias. E, dentre todos os que nos chegaram, destacam-se os atribuídos ao médico Alex Sakata que forma dupla com Dr. Júlio Dentista.

Em pesquisa eleitoral circulante na sexta-feira, 13, no site do “O Extra.net”, a coligação “Unidos por Ouroeste e Arabá” tem mais de 4,6 vezes a votação da dupla adversária (San Vet e Ícaro), ambos do PSDB.

Tal número faz projeção de 50% de diferença entre ambos (63% a 13%) em índices numéricos (sem considerar-se a margem de erro). Como a apuração da Justiça Eleitoral exclui os indecisos, considerando apenas os votos úteis, ele pode subir mais, podendo ser a maior da região no presente pleito.

Os dados do levantamento estão inclusos em pesquisa veiculada nesta edição impressa ou clicando aqui.

Ninguém quis vinculação com Bolsonaro e Doria na região

O presidente Bolsonaro e o governador Doria: baixa popularidade e aprovação afastam da vinculação de imagens. Arte: Jornal O Extra.net

Salvo parcas, raríssimas, excepcionais manifestações isoladíssimas, nenhum dos candidatos a prefeito da região “colou” suas imagens a do presidente Jair Bolsonaro ou a do governador João Doria.

Dos bastidores, há assessores que afirmam que há vídeos pré-gravados com declarações de apoio de ambos (mais de Doria) para diversos candidatos, porém não foram e muito possivelmente, não serão utilizados na reta final de campanha, salvo situações de “desespero” para aqueles que estão em situação incômoda nas pesquisas eleitorais.

Por outro lado, abundam spots com os deputados federais Fausto Pinato, Geninho Zuliani e Luiz Carlos Motta (principalmente do primeiro), com postulantes aos Legislativos e Executivos municipais.

PS: Datafolha de quinta, 12, mostrou que a rejeição a Bolsonaro na capital paulista bateu nos 50% (complicando de vez para Celso Russomano, apoiado por ele). No Rio, a aprovação despencou 6% em uma semana.

SP: boas perspectivas de vida!

De acordo com estudo do Seade, uma criança de 10 anos que nasceu no Estado paulista ampliou sua esperança de vida de 66,1 anos em 1970 para 77,4 anos em 2019. Esse crescimento foi constatado em todas as faixas etárias, sendo que, na média, nas últimas cinco décadas houve aumento de 17,7 anos na expectativa de vida dos residentes no Estado.

Oba! É o fim da recessão?

Segundo o Índice de Atividade Econômica do BC (IBC-Br) a economia registrou um crescimento de 9,47% no terceiro trimestre, na comparação com os três meses anteriores. Com tais números, o país sai da recessão mas, segundo o Banco Central, ainda não volta ao patamar de Fevereiro/2020, no pré-pandemia.

Tem que ter pólvora!

Após o presidente Bolsonaro “ameaçar” os EUA afirmando que “quando acaba a saliva, tem que ter pólvora”, segue um comparativo entre a capacidade militar dos dois países: os EUA investem US$ 750 bilhões em Defesa, o Brasil US$ 27,8 bilhões; EUA detêm cerca de 5.800 armas nucleares, o Brasil nenhuma; eles tê 715 caças de combate, enquanto o Brasil tem 78; são 5.768 helicópteros e 6.289 tanques lá contra 242 e 437 por aqui; os EUA têm 20 porta-aviões, 91 destroyers e 66 submarinos. O Brasil não tem nenhum porta-avião, nenhum destroyer e seis submarinos.

E não teve pólvora! Amém!

Talvez devido às restrições sanitárias impostas pela pandemia; talvez pela evolução ética e moral dos eleitores; possivelmente pela qualidade dos principais postulantes aos cargos públicos; ainda pela brevidade temporal das campanhas... Possivelmente por tudo isso e mais alguns outros fatores somatizados. Certo é que as Eleições 2020 despendem-se da região sem registrar uma única ocorrência de gravidade que requer atuação de força policial, da Justiça ou do Ministério Público. Em Fernandópolis, até ontem (13), não tivera qualquer registro; na região, ao que sabemos, idem. Claro que questiúnculas houveram, mas nada que desabonasse o processo eleitoral.

14 de novembro é o 318.º dia do ano no calendário gregoriano (319.º em anos bissextos). Faltam 47 para acabar o ano. Dia do Bandeirante, Dia Nacional da Alfabetização e Dia Mundial da Diabetes.

Acontecimentos:

1862 — Guerra de Secessão: o presidente Abraham Lincoln aprova o plano do general Ambrose Burnside de capturar a capital confederada em Richmond, Virgínia, levando à Batalha de Fredericksburg.

1886 — Friedrich Soennecken desenvolveu o furador, um tipo de ferramenta de escritório capaz de fazer pequenos furos no papel.

1910 — O aviador Eugene Ely realiza a primeira decolagem de um navio em Hampton Roads, Virginia. Ele decolou de um convés improvisado no USS Birmingham em um Curtiss Model D.

1918 — A Tchecoslováquia se torna uma república.

1922 — Início da construção da ponte Hercílio Luz, em Florianópolis.

1969 — Programa Apollo: a NASA lança a Apollo 12, a segunda missão tripulada à superfície da Lua.

1975 - No Brasil, o Presidente Ernesto Geisel cria o Programa Nacional do Álcool para enfrentar a crise do petróleo.

Veículo é abastecido por etanol através do Proálcool. Foto: Imagem Domínio Público

2008 — Início da primeira reunião de cúpula econômica do G20 em Washington, D.C.

Nascimentos:

1601 — João Eudes, santo católico francês (m. 1680).

1719 — Leopold Mozart, compositor, professor de música e violinista alemão (m. 1787).

1840 — Claude Monet, pintor francês (m. 1926).

1849 — João Gerdau, agricultor e empresário prussiano (m. 1917).

1912 — Barbara Hutton, milionária e socialite norte-americana (m. 1979).

1954 - Condoleezza Rice, política americana.

1956 — Almir Sater, violeiro, cantor e ator brasileiro.

Falecimentos:

565 — Justiniano, imperador bizantino (n. 483).

1462 — Ana de Áustria (n. 1432).

1829 — Louis Nicolas Vauquelin, químico e farmacêutico francês (n. 1763).

1831 — Georg Wilhelm Friedrich Hegel, filósofo alemão (n. 1770).

1970 — Nestor de Holanda, jornalista e escritor brasileiro (n. 1921).

2005 — Geraldo do Espírito Santo Ávila, bispo católico brasileiro (n. 1929).

“Se ela for comandada pelo Planalto, passará de agência de vigilância sanitária para de vigilância ideológica”.

Do governador paulista em entrevista à Veja, criticando o presidente Bolsonaro pela suspensão dos testes da vacina Coronavac e pela intervenção na Agência de Vigilância Sanitária. Doria afirmou que Bolsonaro “é um irresponsável. Eu me decepcionei mais do que me surpreendi. Foi chocante, não só para o Brasil, mas para o mundo”.

últimas