PROTESTOS

Sindicatos e cooperativas organizam 'tratoraço' contra aumento de ICMS em SP

Sindicatos e cooperativas organizam 'tratoraço' contra aumento de ICMS em SP

Agricultores de Fernandópolis também farão parte do movimento

Agricultores de Fernandópolis também farão parte do movimento

Publicada há 2 semanas

Agricultores planejam manifestação contra aumento do ICMS - Foto: Reprodução

Da Redação

Agricultores de todo o estado de São Paulo, inclusive de Fernandópolis, organizam para o dia 7 de janeiro um "tratoraço" em protesto à medida do governo do estado que retirou a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de vários produtos.

Em outubro deste ano a Lei 17.293 alterou o regulamento de ICMS do estado, aumentando a carga tributária de diversos setores. A medida representa mais 4,14% de ICMS em insumos e produtos agropecuários; até 8,9% a mais nas carnes; até 8,4% no leite; e mais 12% sobre a energia elétrica no campo. Também estão na lista do aumento: o etanol, o diesel e hortifrutigranjeiros.

A concentração deve começar a partir das 7 horas da manhã, em frente à Coplana – Cooperativa Agroindustrial. Além da Cooperativa, participam da manifestação a Socicana, o Sicoob Coopecredi, o Sindicato Rural, a Associação Comercial, Industrial e de Agronegócios e a Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade.

O presidente da Coplana, Bruno Rangel Geraldo Martins, destaca que os impactos da medida serão sentidos em todas as cadeias produtivas e o efeito cascata levará a graves consequências para os custos de produção, além de inflacionar a cesta básica. “O aumento chegará direto aos supermercados, prejudicando a população. O agronegócio continua trabalhando com produtividade e contribui para a arrecadação do Estado, sem a necessidade de mais impostos. O governo deveria rever sua posição, principalmente neste momento de incertezas”, afirma.

O movimento dos agricultores cresce em todo o Estado de São Paulo e conta até o momento com mais de 50 cidades confirmadas para a manifestação do dia 07.

Além de Fernandópolis, participarão do movimento cidades como: Adamantina, Araçoiaba da Serra, Araraquara, Areias, Barretos, Biritiba-Mirim, Cachoeira Paulista, Cubatão, Cunha, Descalvado, Fartura, Franca, Ituverava, Jaboticabal, Jacareí, José Bonifácio, Louveira, Mogi das Cruzes, Monte Aprazível, Nova Granada, Pinhalzinho, Piracicaba, Piraju, Salesópolis, Santa Isabel, Suzano, Tupã e Vargem Grande do Sul entre outras.

 

últimas