NÃO HÁ VAGAS!

Lockdown em Votuporanga põe pressão nos prefeitos de Fernandópolis, Jales e Santa Fé

Lockdown em Votuporanga põe pressão nos prefeitos de Fernandópolis, Jales e Santa Fé

Pessuto não descarta medida similar; região caminha para fechamento total

Pessuto não descarta medida similar; região caminha para fechamento total

Publicada há 1 ano

Lockdown em Votuporanga põe pressão nos prefeitos de Fernandópolis, Jales e Santa Fé

Após as duras medidas adotadas pelo alcaide votuporanguense (clique aqui para relembrar), determinando a restrição de pessoas à partir das 20h00 (até às 06h00 do dia seguinte) e aos finais de semana, além do fechamento de estabelecimentos comerciais (inclusive supermercados), religiosos e recreativos, eis que aumentou, e muito, a pressão nos demais prefeitos da região para adoção de ações similares.

Em Fernandópolis a imposição sobre André Pessuto (DEM) é enorme, partindo não somente de populares, como de políticos e, sobretudo, de agentes ligados à Saúde. Eles querem a adoção de proibições similares às implantadas em Votuporanga. De outro lado, há um grupo de empresários e uma minoria de políticos que refutam o lockdown e insiste em cravar que ações de isolamento não contribuem para minorar a propagação do Coronavírus.

Nesse contencioso deve prevalecer a opinião do primeiro grupo e não está descartada a adoção de restrições já a partir da próxima quarta ou, no mais tardar, no próximo final de semana. Há ainda a possibilidade de uma regressão geral da região para a Fase Vermelha, o que, de per si, praticamente iguala ao lockdown.

Também são cada vez mais fortes movimentos na mesma direção em Jales, pressionando Luiz Henrique (PSDB), assim como seu colega santa-fé-sulense Evandro Mura (PSL).

Lembrando que as UTI´s destas quatro cidades estão com taxa de 100% de ocupação (clique aqui para conferir).


Região caminha para o fechamento total

Imagem com todos os prefeitos da região antes de reunião: medidas restritivas a caminho. Foto: Prefeitura Municipal de Ouroeste

Uma reunião ocorrida na segunda, 01, na sede da Prefeitura de Ouroeste, com a participação dos gestores municipais de Indiaporã, Mira Estrela, Populina, Vitória Brasil, Mesópolis, Turmalina, Paranapuã, Dolcinópolis e Guarani d´Oeste definiu que todos fecharão seus estabelecimentos até às 20h00 e que aguardarão as medidas que serão tomadas pelo governo estadual na próxima quarta ou sexta-feira.

Pelos números de ontem, 01, toda a região rio-pretense deveria ser rebaixada para a Fase Vermelha, pois a ocupação das UTI´s superava os 79%.

Edinho Araújo (MDB), em Rio Preto, com 50.433 já infectadas e 1.138 mortes, seguiu Jorge Seba (PSDB) de Votuporanga, embora sendo mais complacente e impondo o fechamento de lojas, academias e salões de beleza, mas permitindo que serviços de saúde, farmácias, postos de combustíveis e hotéis funcionem 24 horas. Ele também tenta evitar a regressão de fase com a abertura de mais 30 leitos de UTI´s e outros 20 leitos de Enfermaria.

Em Votuporanga foram abertos dois novos leitos de UTI´s, os quais foram ocupados imediatamente.

Enfim, dificilmente há de se evitar um lockdown e, convenhamos, se o for para vir, que o seja por completo e não mitigado por medidas populistas que simplesmente adiarão a necessidade de uma inevitável parada total.


últimas