POLÍTICA

Pessuto, Seba e Edinho: a tentação de R$ 1 bilhão!

Pessuto, Seba e Edinho: a tentação de R$ 1 bilhão!

Veja também: SP-320 não será pedagiada, mas outra na região sim!

Veja também: SP-320 não será pedagiada, mas outra na região sim!

Publicada há 1 mês

Pessuto, Seba e Edinho: a tentação de R$ 1 bilhão!

Garcia, Analice, Pessuto e Doria em cerimonial no Palácio dos Bandeirantes. Foto: Divulgação PM Fernandópolis

Gestores das principais cidades da região – somente aquelas com mais de 50 mil habitantes -, dentre eles o fernandopolense André Pessuto (DEM) e o rio-pretense Edinho Araújo (MDB), estudam a adesão ou não ao novíssimo programa de crédito paulista, o ‘Desenvolve Municípios’, lançado na última segunda-feira, 30.

Araújo afirmou que irá solicitar mais detalhes do projeto que libera até R$ 1 bilhão para os Executivos interessados empregarem em iluminação pública, pavimentação e recapeamento. Pessuto irá analisar a necessidade e cravou que o discutirá, inclusive, com os atuais vereadores.

Idêntica "tentação" abate sobre Jorge Seba (PSDB) em Votuporanga, também apto a pleitear tal crédito. O mesmo não ocorre com Luis Henrique Moreira (PSDB) em Jales e Evandro Mura (PSL) em Santa Fé do Sul, por não cumprirem o quesito populacional.

São dois anos de carência com oito anos de prazo para o pagamento e juros de Selic + 3% ao ano com prazo final de até até o dia 30 de setembro.

Lembrando que André, na gestão passada, contraiu empréstimos junto à Caixa Federal para obras de recape, construção do novo Paço Municipal, da nova Rodoviária e renovação da Frota Municipal, com valores aproximados de R$ 30 milhões, cujas parcelas, mensais (variáveis de R$ 130 mil a R$ 150 mil) são compensadas pelas economias geradas (total ou parcialmente), segundo o governo municipal. Já Edinho tenta, atualmente, a liberação, na Câmara, de uma autorização para contrair novo empréstimo de R$ 300 milhões.

 

 Euclides da Cunha não será privatizada (por enquanto), mas outra na região sim!

Carlão Pignatari, presidente da Alesp; Geninho Zuliani, deputado federal; João Doria, governador de São Paulo; Fernando Cunha, prefeito de Olímpia e Vinicius Lummertz, secretário de Turismo. Foto: Divulgação

Não! Não será nesta gestão estadual que a SP-320, a rodovia Euclides da Cunha, será privatizada ou pedagiada. Num futuro... Mas, certamente, outra na região não terá a mesma sorte (ou azar).

Pois o próprio governador João Doria (PSDB) ratificou na quinta, 02, em Olímpia, antes de se submeter a uma intervenção cirúrgica, que a rodovia Assis Chateaubriand, aquela que interliga Rio Preto, Olímpia e Barretos, chegando, em seus 499 quilômetros, até Araçatuba, será concedida à iniciativa privada através de concessão.

E será em breve. Muito brevemente, aliás! A previsão é para entre maio e junho do próximo ano e, junto com o ato concessionário, obviamente, vem a praça (ou praças) de pedágio(s).

É SP-320. Pode esperar. A sua hora vai chegar!

Absurdo! Vereadores rejeitam justa homenagem a atleta paralímpico

O proponente Renato Pupo também é o denunciante de suposto esquema de rachadinhas. Foto: Reprodução/CM. SJ Rio Preto

Onde vamos parar?

Bater o recorde mundial e conquistar o ouro nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, superando imensas dificuldades individuais e falta de patrocínio não é motivo para a mais singelas das homenagens que uma Câmara de Vereadores pode prestar a um cidadão, com a apresentação de uma singela Moção de Aplausos.

Ao menos no parlamento rio-pretense, onde a maioria rejeitou a propositura destinada a reverenciar o atleta Claudiney Batista dos Santos.

E a suposta motivação é ainda menos nobre!

A Moção foi proposta pelo vereador Renato Pupo (PSDB) e rejeitada por nove dos onze edis investigados por participarem de um suposto esquema de ‘rachadinha’ dentro do Legislativo de lá.

Detalhe: Pupo é delegado e o denunciante do esquema à Polícia.

*Texto originalmente publicado na Coluna .Inside de terça-feira, 31 de agosto de 2021.

E o governador paulista encontrou um modo de praticamente inviabilizar a participação de militares da ativa da Polícia Militar Paulista nos atos em prol do governo Jair Bolsonaro (sem partido), programados para ocorrer em diversas cidades do país, sobretudo em São Paulo e Brasília, no próximo dia 07 de Setembro.

Doria convocou oficialmente toda a tropa paulista em escala de trabalho, para um turno extra de cinco horas no dia 07, fundamentando-a justamente na necessidade de segurança extra em virtude das... manifestações!

Bingo!

A convocação foi vista, reservadamente, por policiais simpatizantes ao presidente, como uma retaliação à participação do efetivo militar nos atos que tem pauta que varia desde “a favor da liberdade de expressão” até o “fechamento do Supremo Tribunal Federal”.

A restrição contempla os policiais militares da ativa que, aliás, já estão proibidos de participar, fardados e armados ou não, de manifestações politicas, segundo entendimento do Ministério Público Paulista e do Distrito Federal, mas não atinge os que já estão na reserva.

Enquanto isso...

  • Governadores de outros Estados não vinculados ao presidente Bolsonaro estudam a adoção de medida similar;
  • A Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares, Bombeiros Militares e Pensionistas Estaduais (Anermb) que diz agregar organizações com 286 mil sócios da ativa e da reserva em 24 Estados, afirma ser legal a participação dos policiais, desde que desarmados e à paisana;
  • Na capital paulista haverá dupla manifestação: Os grupos favoráveis ao presidente vão se concentrar das 11h às 18h na região da Avenida Paulista, entre a Praça do Ciclistas e a Avenida Brigadeiro Luís Antônio e o ato do Grito dos Excluídos e os movimentos que vão protestar contra o governo ficarão no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade, das 14h às 17h.

*Texto originalmente publicado na Coluna .Inside de segunda-feira, 30 de agosto de 2021.

Ainda temos algum tempo antes das definições e, portanto, mutações nesse cenário atual certamente ocorrerão, mas, hoje, ele é desfavorável - e muito - às pretensões futuras, tanto de João Doria como de Jair Bolsonaro em emplacarem seus "escolhidos" no governo paulista.

Começando pelo primeiro, seu indicado para a própria sucessão, o vice Rodrigo Garcia (PSDB), detém a preferência de "exuberantes" 5% de preferência do eleitorado na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, sinalizando um ponto de partida muito abaixo do esperado e que precisará ser revertido celeremente sob pena de naufrágio antecipado. Conjuntura ruim, muito ruim!

Já o escolhido pelo segundo, o seu ministro de Infraestrutura Tarcísio Freitas, conseguiu ainda ter desempenho pior: apenas 2% dos entrevistados votariam em seu nome para ser o futuro governador de São Paulo. Péssimo!

Porém há que se distinguir a situação de ambos.

Garcia pertence ao partido hegemônico nas terras paulista há mais de 20 anos e o PSDB, queriam ou não seus opositores, tem enorme estrutura organizacional Estado afora; já Bolsonaro e Tarcísio sequer têm partidos para chamá-los de seus. Assim, é mais provável uma ascensão estatística de Rodrigo Garcia que de Tarcísio Freitas, embora o contrário também seja factível.

Há! Os números!

Pelos dados divulgados em pesquisa Exame/Ideia, Geraldo Alckmin (PSDB) tem 19%; Fernando Haddad (PT), 16%; Márcio França (PSB), 15%; Guilherme Boulos (PSOL), 14%; Paulo Skaf, (MDB), 7%; Rodrigo Garcia (PSDB), 5%; Arthur do Val (Patriotas), 4%; Vinicius Poit (Novo), 2%; Tarcísio de Freitas, 2%; Branco/nulo, 8%; não sabe, 8%. Foram ouvidas 2.000 pessoas entre os dias 23 e 26 de agosto, por telefone, tanto para fixos quanto celulares. A margem de erro é de 1,75 ponto percentual.

Pior safra em 10 anos

Aos poucos as perspectivas para 2022 vão ficando cada vez mais sombrias. Agora é RPA Consultoria International que prevê a menor moagem de cana-de-açúcar das últimas dez safras, com retração na casa dos 12%. Culpa do clima: seca intensa combinada com três episódios de geadas.

Ótimo! 65 novas lojas nos shoppings. Porém...

Os cinco shoppings de Rio Preto - Iguatemi, Riopreto Shopping, Praça Shopping, Plaza Shopping e Cidade Norte – prometem inaugurar até no último quadrimestre deste ano 65 novas lojas. A informação é muito bem vinda e denota uma recuperação proporcional ao avanço da imunização vacinal. Apesar da euforia, os 65 novos empreendimentos representam 80% daquilo que se perdeu na crise da Covid-19.

Quem viver verá?

O fato é recorrente nas últimas aparições públicas de autoridades na região noroeste paulista: o deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) traz a tiracolo o federal Geninho Zuliani (DEM) e vice-versa. Palacianos paulistas relatam que tal repetição ocorre com frequência na capital. Será o indicativo de possível dobradinha eleitoral abençoada por Rodrigo Garcia?

Do prefeito de Cerro Grande do Sul, Gilmar João Alba (PSL), afirmando que o dinheiro apreendido enquanto ele tentava embarcar no Aeroporto de Congonhas, era dele e seria usado em "oportunidade de negócios", negando as suspeitas da CPI da Covid de que seria usado para financiar atos antidemocráticos no próximo dia 07.

4 de setembro é o 247.º dia do ano no calendário gregoriano (248.º em anos bissextos). Faltam 118 para acabar o ano. É o Dia da Lei Eusébio de Queirós e do Serventuário.

Acontecimentos:

626 — Li Shimin, postumamente conhecido como Imperador Taizong de Tang, assume o trono da China.

1282 — Pedro III de Aragão torna-se o rei da Sicília.

1842 — Casamento de Pedro II do Brasil com a princesa Teresa Cristina Maria de Bourbon.

1870 — O imperador Napoleão III da França é deposto e é declarada a Terceira República.

1888 — George Eastman registra a marca Kodak e recebe a patente por sua câmera que usa rolo de filme.

1944 — Segunda Guerra Mundial: a Finlândia sai da guerra com a União Soviética.

1950 — Darlington Raceway é o local da Bojangles' Southern 500, a primeira corrida NASCAR de 500 milhas.

1969 — Militantes do MR-8 sequestram o embaixador americano no Brasil, Charles Burke Elbrick.

1985 — Descoberta da Buckminsterfulereno, a primeira molécula de carbono do fulereno.

1998 — O Google é fundado por Larry Page e Sergey Brin (foto abaixo), dois estudantes da Universidade Stanford.

2001 — Tokyo DisneySea abre ao público como parte do Tokyo Disney Resort em Urayasu, Chiba, Japão.

Nascimentos:

1383 — Amadeu VIII, Duque de Saboia (m. 1451).

1563 — Wanli, imperador da China (m. 1620).

1768 — François-René de Chateaubriand, poeta francês (m. 1848).

1769 — Tenreiro Aranha, escritor brasileiro (m. 1811).

1857 — Jules Andrade, matemático, relojoeiro e físico francês (m. 1933).

1867 — Medeiros e Albuquerque, jornalista, político e escritor brasileiro (m. 1934).

1917 — Henry Ford II, industrial estadunidense (m. 1987).

1927 — Antônio Carlos Magalhães, político brasileiro (m. 2007).

1930 — Milton Moraes, ator brasileiro (m. 1993).

1939 — Pena Branca, músico brasileiro (m. 2010).

1964 — Robson Caetano, ex-atleta brasileiro.

1970 — Igor Cavalera, músico brasileiro.

1981 — Beyoncé (foto abaixo), cantora e atriz estadunidense.

1990 — Stefanía Fernández, modelo venezuelana.

Falecimentos:

422 — Papa Bonifácio I (n. 375).

1199 — Joana de Inglaterra, rainha da Sicília (n. 1165).

1342 — Ana de Trebizonda (n. ?).

1571 — Mateus Stuart, 4.º Conde de Lennox (n. 1516).

1784 — César-François Cassini, astrônomo e cartógrafo francês (n. 1714).

1852 — William MacGillivray, naturalista e ornitólogo britânico (n. 1796).

1965 — Albert Schweitzer, teólogo, músico, filósofo e médico alemão (n. 1875).

1969 — Sérgio Roberto Correa, ativista brasileiro (n. 1941).

1986 — Walter Wanderley, organista brasileiro (n. 1932).

1995 — Paulo Gracindo (foto abaixo, em "O Bem Amado"), ator brasileiro (n. 1911).

2008 — Waldick Soriano, cantor e compositor brasileiro (n. 1933).

2017 — Rogéria, atriz brasileira (n. 1943).

Fonte: Wikipedia

Quer conferir outras colunas e articulistas?

É só clicar aqui!



últimas