POLÍTICA

Oposição lança candidatura a estadual e articula nome para a disputa federal

Oposição lança candidatura a estadual e articula nome para a disputa federal

Pinato e a volta de quem não foi; Doria e a desistência de desistir

Pinato e a volta de quem não foi; Doria e a desistência de desistir

Publicada há 3 meses

Oposição lança candidatura a estadual e articula nome para a disputa federal

Avenor, Colombano e Ana: protagonistas de pré-candidatura para a Alesp. Foto: Reprodução/Facebook

“Não! Engana-se quem aposta que a oposição local ficará inerte no próximo ano, assistindo passiva, a caravana situacionista passar, carimbando seus nomes para a disputa estadual e para a federal”. Eis as proféticas palavras proferidas em nossa coluna de 02 de outubro passado, antecipando, novamente, os acontecimentos atuais (clique aqui para rememorar).

Pois sua primeira parte – a referente à candidatura para a Assembleia Paulista – já se materializou e tem nome e sobrenome definido: Renato Colombano que, em mais uma de suas mudanças partidárias, está no PSD (aquele mesmo liderado, municipalmente, por Ana Bim e seu marido Avenor e nacionalmente por Gilberto Kassab).

Ele ratificou, na sexta-feira, 01, que se filou na agremiação com a garantia de disputar a vaga em outubro e apresentando discurso análogo a outros pretendentes: união local e regional e somatório de forças em busca da vitória.

Porém Renato ainda pode não se considerar o único concorrente estadual fernandopolense.

Outros nomes estão no cenário e também aguardam definições para se apresentarem (ou não) publicamente.

Há! Ainda resta a segunda parte da profecia a se confirmar, com o surgimento do nome daquele que partirá para a disputa federal, pleiteando uma vaga na Câmara dos Deputados e concorrendo, local e regionalmente, com o deputado Fausto Pinato.

Três lideranças ainda remanescem como pretendentes e a definição aparenta ser mera questão temporal.

Todo esse movimento ainda é fruto do pleito municipal de 2020 e tem vistas arreganhadas para 2024.

Encerrada a ‘Quinta Maluca’, 31, eis que, a nível nacional, surgiu a indagação de qual a candidatura beneficiada com a decisão do ex-ministro e ex-juiz federal Sergio Moro que desistiu de se candidatar, ao menos por agora, para a disputa presidencial. Para onde migrarão seus atuais eleitores estimados pelas mais recentes pesquisas em cerca de sete a oito pontos percentuais?

Segundo análise do cientista político e diretor da Quaest – instituição responsável pela pesquisa com a Genial, na qual Moro detém 7% das preferências – Felipe Nunes, tal renúncia já fora objeto de quesito avaliativo em suas pesquisas, sendo que um mês atrás, os resultados foram:

- 30% dos eleitores de Moro não pretendem votar em ninguém;

- 22% dos eleitores de Moro devem votar em Bolsonaro;

- 15% dos eleitores de Moro migrarão para a candidatura de Lula;

- 11% dos eleitores de Moro escolheram Ciro Gomes;

Enquanto isso...

  • Rodrigo Garcia (PSDB) já é o governador paulista desde a manhã de sexta-feira, 01/04/2022. Ele foi empossado pelo presidente da Assembleia Carlão Pignatari num inusitado cerimonial realizado no Bom Prato de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, onde também tomaram café da manhã.
  • O presidente Bolsonaro trocou mais dez ministros que deverão concorrer a cargos de deputados, senadores, governadores e até vice-presidente (Braga Netto, ex-ministro da Defesa). As mudanças atendem à Lei das Inelegibilidades que exige a desincompatibilização seis meses antes do pleito.
  • Poucos visualizaram até agora, mas as eleições para uma vaga na Câmara dos Deputados por São Paulo promete ser das mais disputadas. Só para exemplificar, Sergio Moro (UB), Guilherme Boulos (Psol) e Eduardo Bolsonaro (PL) estarão nessa concorrência.

*Conteúdo originalmente publicado na Coluna .Inside de sexta-feira, 01/04/2022.

Pinato e a volta do que não foi

Transcorrido o prazo de migração partidária, eis que o federal fernandopolense acabou por ficar no Progressistas (PP), ao contrário do que indicavam especulações que o colocaram no PSB de Márcio França, no MDB de Baleia Rossi e até no recém-fundado União Brasil. A confirmação de Eduardo Bolsonaro - seu eterno desafeto - no diretório do PL (e não no PP), facilitou a continuidade. Fausto fala em autonomia estadual em suas mãos, sobretudo no noroeste paulista e em influência na escolha do PP entre Rodrigo Garcia (PSDB) ou Tarcísio de Freitas (Republicanos).

Novamente na Câmara de Macedônia

Parece não ter fim os contenciosos naquela edilidade. Após a recordista cassação simultânea de cinco vereadores, agora é uma diligência policial de busca e apreensão que recolheu celulares de parlamentares e captou imagens do sistema interno de vídeo. Ainda não se sabe qual a fundamentação fática, mas a ação atingiu somente edis que compuseram a Comissão Processante.

Itamar deixa Agricultura

O deputado estadual emedebista deixou a pasta, também seguindo exigência legal, e se desincompatibilizou para disputar o pleito de outubro. O santa-fé-sulense, agora cidadão rio-pretense, tentará manter-se na Assembleia Legislativa, mas tem em mira a sucessão de Edinho Araújo em 2024. Seu ato foi acompanhado por outros nove secretários, além do próprio governador João Doria, é claro, que 'desistiu de desistir' da disputa presidencial.

Expos e Festas: a volta dos grandes eventos

Após dois anos, a região torna a sediar as tradicionais festas do peão e exposições. Nos próximos tempos estão previstos o Jales Rodeio Show entre os dias 20 a 24 de abril, com atrações do porte de Bruno & Marrone. Na semana seguinte, dentre os dias 27 a 30, ocorrerá o Valentim Rodeio Show, trazendo  Matogrosso & Mathias, João Bosco & Vinícius e Bruno & Marrone. Em maio, durante dois finais de semana (20 a 22 e 26 a 28), ocorrerá a Expo de Fernandópolis, com portões abertos e shows de César Menotti & Fabiano e Zé Neto & Cristiano.

últimas