OLÍMPIA

DNA aponta que ossadas encontradas em carro dentro de rio são de desaparecidos em 2014

DNA aponta que ossadas encontradas em carro dentro de rio são de desaparecidos em 2014

Ossadas foram encontradas no rio Cachoeirinha, em Olímpia, após nível da água baixar

Ossadas foram encontradas no rio Cachoeirinha, em Olímpia, após nível da água baixar

Publicada há 2 meses

Carro foi retirado com auxílio de um guincho em Olímpia  — Foto: OLIMPIA24HORAS/DivulgaçãoVeículo foi retirado com auxílio de um guincho em junho de 2021 - Foto: Reprodução

Da Redação

As ossadas humanas encontradas dentro de um carro no rio Cachoeirinha, em Olímpia, são dos eletricistas Rodrigo Alonso Lopes e Janielson Daniel Adelino, que estavam desaparecidos desde 2014.

O laudo confirmando a identidade das ossadas ficou pronto nesta terça-feira, 05, através de exames de DNA realizados pelo Instituto de Criminalística (IC). O material genético da mãe dos homens foi usado e comparado.

Segundo a Polícia Civil, as ossadas foram encontradas em junho de 2021, após um pescador avistar o veículo depois do nível da água do rio Cachoeirinha baixar por conta da estiagem. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros foram acionados, fizeram buscas e recolheram os ossos. 

Um inquérito foi instaurado pelo delegado Marcelo Pupo para descobrir se as ossadas realmente eram de Rodrigo e Alonso. A causa da morte dos dois homens não foi divulgada pela corporação.

Em 2014, quando a dupla desapareceu, a noiva de Rodrigo registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Barretos, onde narrou que o noivo e o companheiro de trabalho sumiram depois de irem a um rancho em uma região conhecida como Cachoeirinha.

O sumiço de Rodrigo e Janielson foi investigado durante meses, mas a Polícia Civil não conseguiu encontrar pistas e encerrou o primeiro inquérito em 2016.

últimas