POLITICA

‘Habemus Trevo’! Prefeitura construirá alça de acesso à SP-320 por R$ 851 mil

‘Habemus Trevo’! Prefeitura construirá alça de acesso à SP-320 por R$ 851 mil

Obra é necessária após inversão feita para beneficiar o Max Atacadista

Obra é necessária após inversão feita para beneficiar o Max Atacadista

Publicada há 1 mês

Custou caro, ou melhor, custará, a inversão da alça de acesso da Avenida Luiz Brambati para a Rodovia Euclides da Cunha (SP-320) feita após a instalação do Max Atacadista.

Segundo Edital publicado pela Prefeitura fernandopolense na quarta, 17/08/2022, o valor do novo acesso a rodovia está orçado em R$ 851 mil e será construído logo após a alça original (defronte à ‘Pavani Areia e Pedra’), mediante a alocação de recursos próprios do município.

A autorização para a abertura de novo trevo já havia sido liberada pelo Departamento Estadual de Rodagens (DER) há mais de nove meses (clique aqui para relembrar), e faltava, unicamente, para início efetivo das obras, um investidor. Muitos empresários fernandopolenses alocados na Avenida Expedicionários Brasileiros, dos mais prejudicados com a inversão, sugeriram que ‘o Max Atacadista’ bancasse a empreita, compensando o benefício auferido.

A incursão inicial - a inversão - foi feita com expensas custeadas pelo Grupo Muffato, dono da marca Max Atacadista (na realidade 70% dos gastos serão abatidos em impostos municipais) principal, senão única empresa beneficiada.

Lembrando que a alteração obrigou os usuários a percorrerem mais de dois quilômetros até o trevo da Avenida Carlos Barozi, na confluência de Brasilândia com a saída para Pedranópolis para, finalmente, "cair" na SP-320.

Resumindo: privatiza-se o benefício e estatiza-se o prejuízo.

 

últimas