3 PONTOS

Fernandopolenses relatam dificuldade em realizar redação do Enem 2017

Fernandopolenses relatam dificuldade em realizar redação do Enem 2017

Publicada há 2 anos

Por Livia Caldeira / Marcela Barbar 


O tema da redação do Enem 2017 surpreendeu e desagradou muitos candidatos. Eles tiveram de fazer um texto dissertativo sobre os "Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil" no primeiro dia do exame. O tema deste ano não escapou de uma boa polêmica, mas, desta vez, por outro motivo: ele foi considerado difícil – o que para muitos comprova a sua relevância e importância. A coluna “TRÊS PONTOS” deste sábado conversou com três estudantes fernandopolenses que fizeram a prova no último domingo, confira:


“Importante, porém complexo”



A discussão sobre a educação para inclusão dos deficientes auditivos é importantíssima para a sociedade, porém achei o tema muito complexo para os alunos do ensino médio analisarem. Mesmo tendo um pequeno conhecimento sobre o assunto, senti muita dificuldade para criar argumentos até lendo os textos de apoio que são disponibilizados na própria prova. Muitos candidatos que foram fazer o ENEM não esperavam por esse tema quebrando a expectativa da maioria.

(Glenda Galhardo – Estudante)



“Tema difícil”



O tema da redação foi uma surpresa para todo mundo. Tive muita dificuldade em montar minha redação por falta de argumentos. Acho que o ensino de pessoas surdas é algo que deve sim ser mais abordado, mas é pedir muito que um jovem de 16/17 anos saiba como deve ser a formação dessas pessoas.


(Isabella Silva – Estudante)



“Temos poucas informações”



De acordo com o tema da redação do Enem 2017, pode-se notar que foi um assunto bastante discutido entre os jovens depois de concluir a prova. Por ser um tema muito polêmico e por os jovens terem pouco acesso a este assunto.  Sobre a elaboração da minha redação eu pude citar um dos meus familiares que encontrou desafios para sua formação educacional.

(Bruno César – Estudante)





últimas