DEMOCRACIA

Alexandre de Moraes manda prender fernandopolense por ato golpista

Alexandre de Moraes manda prender fernandopolense por ato golpista

Operação em curso nesta quinta, 20, visa identificar financiadores

Operação em curso nesta quinta, 20, visa identificar financiadores

Publicada há 3 semanas

Foto: Divulgação / PF

Da Redação

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (20), nova etapa da Operação Lesa Pátria, com o objetivo de identificar pessoas que “financiaram e fomentaram” os atos golpistas de 8 de janeiro, quando as sedes dos Três Poderes em Brasília foram invadidas e depredadas.

De acordo com a PF, a nova fase da operação cumpre 15 mandados de busca e apreensão e 12 de busca pessoal em Goiás (4), Mato Grosso do Sul (4) e Santa Catarina (19).

Os alvos são empresários de SC que atuaram tanto no financiamento dos atos em Brasília quanto no bloqueio de estradas.

Foi determinada a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados, uma vez que as estimativas dos danos causados ao patrimônio público podem chegar a R$ 40 milhões.

“Os fatos investigados constituem, em tese, crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido”, informou a PF.

Fernandópolis

Um morador de Fernandópolis, que participou dos atos golpistas do 8 de janeiros em Brasília, teve Mandado de Prisão expedido Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele foi condenado à pena de 14 anos em regime de reclusão pelo crime de tentativa de golpe de Estado (dentre outros) e teve a prisão determinada pelo ministro Alexandre de Moraes com base na “possibilidade dele empreender fuga”. 


últimas