DESTAQUES

Retrospectiva 2019: confira o que foi notícia no mês de dezembro

Retrospectiva 2019: confira o que foi notícia no mês de dezembro

Relembre as matérias mais marcantes de 2019 noticiadas por O Extra.net

Relembre as matérias mais marcantes de 2019 noticiadas por O Extra.net

Publicada há 8 meses

ADVOGADO MORRE EM ACIDENTE PERTO DO ÁGUA VIVA

Ocorrência foi registrada na noite deste domingo



Ícaro faleceu na noite deste domingo

O advogado fernandopolense Ícaro Ricardo Dutra Matheus morreu na noite deste domingo, 15, em decorrência de um acidente de trânsito.

Ícaro perdeu o controle de sua caminhonete Chevrolet S10 perto do clube Água viva.

O advogado não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Mais informações em instantes.

CANDIDATO 
Ícaro foi candidato a vereador nas eleições municipais passada pelo atual MDB. 

O partido acaba de emitir uma Nota Oficial:

Nota de pesar

É com todo pesar que vimos trazer a triste notícia do falecimento de nosso querido amigo ÍCARO DUTRA. Ele parte deixando-nos muitas lições de amor, amizade, profissionalismo, ética e humanidade. 

As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e quando são especiais, além da falta que fazem àqueles que as amam, deixam o mundo mais pobre. Sem o nosso amigo, o mundo perde um pouco do seu brilho, alegria e cor.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade.

A Deus pedimos também que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

MDB FERNANDÓPOLIS.


CONSELHO ADMINISTRATIVO AFASTA RISCO DE FECHAMENTO DA SANTA CASA

Afirmação foi feita por Jesiel Macedo à reportagem de O Extra.net


Atendimento do hospital continua normalmente

Jesiel Macedo, membro do Conselho Administrativo da Santa Casa de Fernandópolis, afirmou, em contato com a redação de O Extra.net, que não há risco de paralisação do funcionamento do hospital.

Macedo também explicou que continua na mesma função, fazendo parte do conselho administrativo e trabalhando ativamente no dia a dia do hospital.

Depois da saída da OS de Andradina da direção do hospital, Jesiel foi o indicado, como membro do conselho, para comandar um mandato provisório de 60 dias. Outros membros do órgão também têm ajudado na administração do hospital

Ainda de acordo com Jesiel, nos últimos dias apareceram quatro entidades interessadas em administrar o hospital.


DESTAQUES DO FEFECÊ, EM 2019, SÃO CONTRATADOS POR CLUBES DA SÉRIE A3

Comercial oficializou a contratação de Gildo, vice-artilheiro da Águia, na Segundona, com 9 gols; volante João Lucas e atacante Junior Bala foram contratados pelo Paulista

Visando a disputa do Campeonato Paulista da Série A3, o Comercial, de Ribeirão Preto, segue no mercado de olho em reforçar posições carentes em seu elenco para a temporada 2020. Após período de testes no estádio Palma Travassos, o atacante Gildo, de 23 anos, enfim foi oficializado como novo jogador do Bafô.

Revelado nas categorias de base do Murici, de Alagoas, o jovem já passou por Central-PE, Sete de Setembro e Paulista, de Jundiaí. Em 2019, disputou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão pelo Fernandópolis Futebol Clube (Fefecê), onde marcou 9 gols em 25 jogos. Foi o vice-artilheiro do Fefecê no estadual, ficando atrás apenas de Murilo, artilheiro geral da competição, com 15 gols.

BOA CAMPANHA!
A boa campanha do Fefecê na Segundona 2019, que culminou com a terceira colocação, ficando atrás de Paulista (campeão) e Marília (vice), chamou a atenção de vários clubes do futebol paulista. Além de Gildo, contratado pelo Comercial, de Ribeirão Preto, mais dois destaques da Águia 2019 disputarão a Série A3 ano que vem. 

O Paulista, de Jundiaí, confirmou, nesta semana, as contratações do volante João Lucas, também conhecido como Potiguar, de 23 anos, e do atacante Junior Bala, de 22 anos.

MODO DE DISPUTA
No Paulista A3, os 16 times participantes vão jogar entre si em turno único na primeira fase. Os oito primeiros avançam às quartas de final, enquanto os dois últimos cairão para a Segundona Paulista de 2021. Apenas os finalistas conquistarão o acesso para o Paulista A2 de 2021.

Meia João Lucas. Foto - João Leonel 

Atacante Junior Bala. Foto - João Leonel 

Atacante Gildo. Foto - João Leonel 


PROFESSORA FERNANDOPOLENSE É NOMEADA REITORA DE UNIVERSIDADE FEDERAL

Portaria com nomeação foi publicada na terça-feira no Diário Oficial da União


Professora doutora Roselma Lucchese (Foto: Reprodução/Info Goias) 

A professora fernandopolense, doutora Roselma Lucchese foi escolhida pelo presidente Jair Messias Bolsonaro e pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, para o cargo de reitora pro tempore da Universidade Federal de Catalão.

A nomeação de Roselma foi publicada na terça-feira, 10, em Portaria que consta no Diário Oficial da União. A cerimônia de posse foi realizada nesta quinta-feira, 12, em Brasília.

ROSELMA LUCCHESE
Possui graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Fundação Educacional de Fernandópolis (1988), mestrado em Enfermagem Psiquiátrica pela Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Enfermagem pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal de Goiás Regional Catalão; Diretora da Regional Catalão UFG; orientador de Iniciação Científica e Docente do Curso de Pós-Graduação Nível Mestrado Profissional em Gestão Organizacional, líder do Grupo de Pesquisa Interdisciplinaridade em Ciências da Saúde (INCISA). Consultor Ad Hoc em revistas na área de Saúde Coletiva e Enfermagem, com concentração de produções científicas na área de Ciências da Saúde e Saúde Mental. Tem experiência de ensino, pesquisa e extensão na área de Ciências da Saúde, subárea Saúde Coletiva, Saúde Mental e Enfermagem, sobretudo nos seguintes temas: educação em enfermagem, saúde mental e psiquiatria, uso e abuso de álcool, tabaco e outras drogas, grupos e Grupo Operativo.

Informações coletadas do Lattes em 26/10/2019


MORRE PAOLA, ADOLESCENTE DE 18 ANOS DIAGNOSTICADA COM CÂNCER

Familiares e amigos fizeram vaquinha virtual para custear o tratamento

Faleceu há pouco a adolescente Paolla de Vergílio Neris Rodrigues, de 18 anos, na tarde desta terça-feira (10), no Hospital de Base, em São José do Rio Preto/SP. 

A estudante estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital desde que houve uma piora em seu quadro clínico.

Ainda não foram divulgados os detalhes do velório e sepultamento.

O CASO
Paolla de Vergilio Neris Rodrigues, 18 anos, moradora de Valentim Gentil, município localizado a 23 quilômetros de Fernandópolis, começou a sentir fortes dores na barriga e, ao procurar o médico, foi diagnosticada com tumor maligno no intestino. Após 15 dias de tratamento, houve uma piora do quadro e ela foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Os rins da jovem paralisaram. 

Diante da situação, Paolla foi internada em um hospital de São José do Rio Preto. A família possui mais filhos e, a mãe precisou sair do emprego para cuidar da filha, o que comprometeu ainda mais o orçamento. 

Uma “vaquinha virtual”, entre amigos e familiares, foi desenvolvida para angariar fundos que servirão de auxílio: https://abacashi.com/p/vaquinha-do-amor 

Para mais informações: (17) 99139-4138 – Sílvia Vergílio.

Jovem estava internada em um hospital de Rio Preto. Foto - Reprodução Facebook


PROFESSORA DE OUROESTE MORRE VÍTIMA DE INFARTO

Leila lecionava no colégio Professor Sansara Singh Filho


Leila Mendes não resistiu ao infarto e faleceu FOTO: Reprodução Facebook

A professora Leila Mendes, que lecionava no colégio Professor Sansara Singh Filho, em Ouroeste, faleceu na manhã desta quarta-feira, 25, vítima de infarto.

Leila tinha 42 anos e chegou com vida ao hospital de Ouroeste. Ela foi encaminhada para a Santa Casa de Fernandópolis, mas não resistiu e faleceu.

Amigos prestaram homenagens para Leila em seu perfil nas redes sociais.


JOVEM DE POPULINA BRILHA NA BASE DO FLUMINENSE

Gustavo se destacou com mais de 30 gols no ano e mira o profissional

Trilhando um caminho diferente do natural para um jovem morador da região noroeste do Estado de São Paulo, Gustavo Gonçalves Lobo, natural de Populina, teve um grande ano de 2019 na base do Fluminense, tradicional clube do estado do Rio de Janeiro.

Gustavo, que está na categoria sub-15, marcou mais de 30 gols em 2019 e foi campeão de quatro dos cinco torneios que disputou. O centroavante sagrou-se campeão da Copa Nike, Copa Amizade Brasil-Japão, Torneio Guilherme Embry Sub-16 e da Cellshop Paraguai Cup Internacional. Ele ainda foi vice-campeão do Campeonato Carioca da categoria.

Revelado pela escolinha do professor Rodolfo, em Pontalina,  Gustavo começou a chamar a atenção dos olheiros no Campeonato Paulista Sub-11 de 2015, onde foi o artilheiro do Rio Preto com nove gols marcados. Em 2017, com a camisa do Votuporanguense, o atacante balançou as redes por nove vezes novamente, dessa vez no Paulista sub-13. Desde 2018 o atleta integra a base do Fluminense.

Gustavo falou com nossa reportagem e contou um pouco sobre o seu ano e os planos para o futuro. Confira os principais trechos da entrevista:

ANO ILUMINADO
 "Foi um ano muito vitorioso, apesar das derrotas que nós tivemos, a gente leva como aprendizado, né? Teve a Copa Nike, que a gente joga uma vez na vida, só com quinze anos e é um campeonato muito importante. Conseguimos ser campeão e eu fiz gol na final. Eu fiquei muito feliz com isso. Agora no final do ano, no Paraguai e conseguir fazer gols pra ajudar a equipe. Espero continuar e trabalhar para melhorar sempre".

SONHOS PROFISSIONAIS
 "Primeiro de tudo quero me estabelecer e chegar ao profissional, e se isso ocorrer vou trabalhar muito para ir para a Europa. Meu avô é português, então fica mais fácil para conseguir a dupla nacionalidade e jogar em Portugal, por exemplo, que um caminho bom para chegar na Europa. Meu sonho mesmo, de verdade, é jogar no Bayern de Munique, que é o time do meu ídolo Lewandowski".

SELEÇÕES DE BASE
 Já tive algumas especulações para jogar na Seleção Brasileira de base, mas fiquei só na pré-lista. tenho consciência que se eu estiver bem no clube a Seleção chega naturalmente.

TRAGÉDIA NO NINHO
 Eu fiquei sabendo do ocorrido quando cheguei do treino. Fiquei bastante triste e preocupado com os moleques. Conhecia alguns deles de jogar contra, fiquei muito decepcionado com o que aconteceu. Foi um baque, mas falei, 'é isso que eu quero e vou seguir em frente'. Essas coisa de alojamento deixaram a gente preocupados, mas agora esqueci isso. É focar para frente e pensar sempre nas coisas boas agora."

PRÓXIMA TEMPORADA
 "O ano que vem começa com a Copa Xerém. Volto pro Rio de Janeiro dia 27 e vou trabalhar para fazer parte do elenco do sub-17 para poder jogar Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro esse ano".


MENINO DESENHA CARTAZES PARA ENCONTRAR CACHORRO PERDIDO NO JARDIM PARAÍSO

Pedro Henrique, de 5 anos, teve febre por causa do sumiço do seu animal de estimação e, com a ajuda do seu pai, colou as figuras em postes e muros do bairro

Pedro Henrique, de 5 anos, ficou muito triste e até teve febre depois que seu cachorro Sid saiu de casa e não voltou mais. Dias seguintes ao desaparecimento, ele resolveu fazer vários desenhos dele e, com ajuda do pai Anderson Nogueira, colou as figuras em vários postes e muros do Jardim Paraíso, zona norte de Fernandópolis.

O fato ocorreu durante a semana e a atitude do garoto chamou atenção dos pais dele, que tiraram fotos do desenho e compartilharam nas redes sociais. Em entrevista à reportagem de O Extra.net, Anderson Nogueira, disse que Sid tem 4 anos e é o animal de estimação da casa.

“Ele (Pedro) ficou realmente triste quando percebeu que o Sid não voltou para casa. Teve até febre por causa disso. Notamos que ele (Sid) tinha desaparecido na tarde de terça-feira, mas pensamos que tinha apenas ido dar um passeio, pois não é fujão. Procuramos ele em vários lugares”, destacou Anderson.

Em razão de Pedro ter ficado muito triste com relação à fuga do cão, Anderson teve a ideia dos cartazes, na expectativa de amenizar a tristeza de seu filho. “Eu vi, uma vez, na internet, que um garoto, um pouco mais velho do que o Pedro, também desenhou o seu animal de estimação que fugiu e espalhou os cartazes em seu bairro. Por isso tive a ideia. Mantemos a esperança de encontrá-lo, pois a vizinhança conhece o Sid”, acrescentou.

PAI E FILHO
O pai de Pedro Henrique ainda disse que ele usou uma foto do Sid como inspiração. “Eu fico muito feliz em ter feito essa atividade com o meu filho, pois senti que seu astral melhorou. Ajudei ele com o desenho, a pintar e depois a espalhar os cartazes pelo nosso bairro. Foi gratificante vê-lo feliz novamente. Expliquei a ele que mesmo que o cão não seja encontrado para ele não ficar triste, pois o Sid estará no seu coração”, finalizou Anderson.    

Parceria de pai e filho: cartaz feito por Pedro Henrique, com a ajuda de seu pai, para encontrar Sid


ACIDENTE MATA FERNANDOPOLENSE QUE VIRIA PASSAR O NATAL COM A FAMÍLIA

O corpo da vítima já está no velório municipal e o sepultamento está marcado para as 17h

Valdeir Rosolém faleceu vítima de acidente na noite de segunda-feira FOTO: Reprodução Facebook

Valdeir Rosolém, fernandopolense que trabalhava em uma concessionária de tratores em Frutal/MG, faleceu num acidente ocorrido na noite desta segunda-feira, 23.

Valdeir trabalhava há mais de 30 anos no Grupo Arakaki, e era gerente da revenda de tratores e implementos agrícolas em Frutal há alguns anos.

O acidente ocorreu quando Valdeir voltava para Fernandópolis para passar o Natal com a família.


FECHAMENTO DA SANTA CASA? PREJUÍZO DE R$ 21 MILHÕES PARA FERNANDÓPOLIS

E quem sairá ganhado? Certamente, Votuporanga e Jales estão no páreo


Fechamento da Santa Casa? Prejuízo de R$ 21 milhões para Fernandópolis
Quanto a Santa Casa local (ou a cidade de Fernandópolis) perderia com a derrocada da entidade e consequente fechamento das portas? Eis a dúvida que há tempos atormentam alguns precavidos e que mais recentemente, com o ápice da crise, passou a perturbar maior número de lideranças. E o temor é tão grande e relevante que alternativas já foram exaustivamente estudadas (e elas limitam-se à intervenção judicial ou estadual). Obviamente que os principais prejudicados seriam os pacientes, sobretudo aqueles atendidos através do SUS e que teriam que migrar para outras unidades congêneres em busca do tratamento. Para esses, quantificar financeiramente o prejuízo beira a ofensa, mas para a entidade não; ao contrário, é racional e obrigatório. Pois aos números. Somente com operações do SUS (Teto Mac e TRS), englobando atendimento aos pacientes e Hemodiálise, será de R$ 21,6 milhões ano. Valor expressivo e que mantê-lo por aqui é o primeiro dos desafios que recai sobre o novo provedor Marcos Chaer.

E quem sairá ganhado? Certamente, Votuporanga e Jales estão no páreo
Tal índice não representa o total, pois há outros profissionais e empresas que integram o processo “produtivo” e, certamente o número saltará alguns milhões. E, como sempre em todo jogo, enquanto uns perdem, outros ganham, surge o questionamento reflexo: quem pode lucrar com essa tragédia (que todos queremos evitar)? A resposta, advinda de conceituadíssimo profissional da área foi clara. As unidades de saúde que receberão os pacientes de Fernandópolis e da microrregião aqui atendidos. E sabem quais são elas? As situadas em Jales e, principalmente, em Votuporanga. Atendendo os usuários da Santa Casa fernandopolense, as congêneres dessas cidades abocanhariam a cobiçadíssima verba do SUS de R$ 1,8 milhão mensal que, às duras penas e com custa de muito sacrifício externados desde 1948, diretores e cidadãos fernandopolenses conquistaram.

E não contem com intervenções salvadoras, seja judicial ou estadual
E àqueles não despertos que a probabilidade do descerramento das portas se exponenciou vai lá uma informação: -a tão esperada salvação, via intervenção judicial ou estadual não acontecerá. Para decretação da judicial, necessário se faz que haja condenações (graves) contra a direção da entidade, o que não é o caso. Sequer há processos judiciais. Existem sentenças contra profissionais da casa (a maioria por ações indenizatórias), onde a Santa Casa aparece como coautora, fazendo-nos descartamos essa possibilidade. Quanto à intervenção estadual, não há a mínima possibilidade. O custo dessa ação por parte do governo paulista é altíssimo, estimado entre R$ 2,5 milhões a R$ 3 milhões por mês e obrigaria o Estado a adotar ação similar em outras dezenas de Santa Casas estado afora, que passam por drama idêntico. Ou seja, melhor encontrarmos uma saída que puna, exemplarmente, desmandos anteriores e que evite essa tragédia gregoriana.


Com Universidade, seria calamitosa

É bom sequer imaginar, mas, como não dá para descartar... Além do risco de enorme perda financeira, afora o aspecto humanitário, que poderia decorrer do fechar das portas da Santa Casa, outro drama, como maior grau de probabilidade de suceder-se no próximo ano ainda abate sobre os ombros da cidade: a exclusão dos 1.370 alunos matriculados a mais, segundo a Polícia Federal, no curso de Medicina daqui e de podem ser excluídos em 2020, deixando um prejuízo de R$ 15 milhões/mês.


Por falar nisso... A caminho do fim

E não se assustem se, conforme antecipamos na coluna do dia 07, se a Operação Vagatomia for anulada judicialmente, seja total ou parcialmente. Foi confirmada uma investigação pela Corregedoria da Polícia Federal contra o delegado que comandou a operação, Cristiano de Pádua, acusado de infiltração ilegal na instituição de ensino, na qualidade de professor, na fase pré-operação. Aguardemos as próximas decisões. 


Não teve convite mas teve consulta Ou ainda permanecer na Câmara Federal e presidir a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, a Frente Parlamentar Brasil-China e coordenar a Frente Parlamentar do Brics (Brasil, Rússia, China e África do Sul)? Eis as possibilidades que abatem sobre a cabeça do deputado federal fernandopolense. Fausto Pinato nega peremptoriamente, mas podem cravar que é certo que foi consultado por lideranças do Palácio do Planalto sobre a possibilidade de assumir um ministério na virada do ano. Por isso as palavras do presidente da Câmara de Vereadores de Rio Preto, Paulo Pauléra, indicando que Pinato assumiria um ministério. Apesar da negativa de Pinato, possibilidade sempre há, assim como também é possível que venha a disputar a Prefeitura da principal cidade da região, com seus 380 mil eleitores sem qualquer representatividade federal ou estadual. Permanecer como está e à frente de importantíssimas comissões temáticas, que lhe vão dando visibilidade nacional e estadual, também é outra alternativa. A partir da virada do ano teremos as definições.


Condenada por nomear parentes

A 4ª Câmara do Tribunal de Justiça de SP condenou a ex-prefeita Rosa Caldeira por nepotismo. Ela nomeou quatro parentes (duas filhas, o genro e o cunhado) para cargos comissionados durante a gestão 2013 a 2016 frente à Prefeitura de Valentim Gentil. Ela terá que restituir quatro vezes o valor da seu remuneração e teve os direitos políticos suspensos por três anos, mesmo período de restrição para contratar com poderes públicos. Ainda cabe recurso, mas a condenação colegiada a impede de participar da eleição.


A 1ª aprovação após quatro anosA primeira prestação de contas com parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado-TCE desde 2013 (primeiro ano do segundo mandato de Ana Bim), acabou sendo aprovada por unanimidade na sessão da última terça, 17, na Câmara. Relativa ao ano de 2017 do governo André Pessuto (na foto com o assessor Cássio Araújo e o deputado estadual Itamar Borges-MDB), ela tinha apontamentos de déficit orçamentário e de dívidas não quitadas com a previdência municipal. Ambas foram resolutas em 2018.


Temporada de devoluçõesFinal de ano chegando e com ele a abertura da temporada de devolução de recursos dos Legislativos Municipais para as Prefeituras. Um dos primeiros a quantificar foi o de Fernandópolis que irá restituir R$ 1,1 milhão para o prefeito André Pessuto, conforme afirmou o presidente Ademir de Almeida (foto). Em 2018 o valor foi superior - R$ 1,5 milhão -, mas obras na sede da Câmara Municipal fizeram com que o valor final caísse. Na região, outros parlamentos preparam ações similares.


últimas