ELEIÇÕES 2024

A pedido de Bolsonaro, Marcus Chaer, da Santa Casa, vai para o PL

A pedido de Bolsonaro, Marcus Chaer, da Santa Casa, vai para o PL

E se junta a outros prefeituráveis: Okuma, Mazeti, Cantarella e Maiza

E se junta a outros prefeituráveis: Okuma, Mazeti, Cantarella e Maiza

Publicada há 1 mês

Mais um expoente fernandopolense ingressou nas fileiras do Partido Liberal (PL), agremiação que tem se consolidado como o principal polo opositor do grupo governista.

Eduardo Bolsonaro e Marcus Chaer. Foto: Arquivo Pessoal

Sem muito barulho, o provedor da Santa Casa Fernandópolis passou a ser mais um integrante do partido que esboça ser protagonista nas eleições municipais de outubro, atendendo um pedido pessoal do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL), filho do ex-presidente da República.

A princípio, o ingresso de Chaer não representa candidatura automática à sucessão de André Pessuto, mas seu nome passa a integral o seleto rol do partido do agropecuarista Cleber Fantini que tem como prefeituráveis – até agora - o empresário rural Paulinho Okuma, o ruralista Marcos Mazeti, o advogado João Paulo Cantarella e a ex-vereadora Maiza Rio.

Marcus, que também foi influenciado pela deputada federal Carla Zambelli (PL) e seu irmão, o também congressista (estadual) Bruno Zambelli (PL), afirmou que a escolha foi direcionada pelo pedido especial (de Eduardo) e também por opção ideológica, além da confluência de posições com o presidente municipal Fantini.

Membros do Diretório Municipal do PL com o novo filiado. Foto: Arquivo Pessoal

“Tive várias reuniões com o grupo municipal do PL e a convergência ideológica foi total. Estou à disposição para somar e apoiar quem o partido escolher para disputar a Prefeitura”, afirmou Chaer.

Atualização: adicionada as fotos supras para ilustração.

O texto é de livre manifestação do signatário que apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados e não reflete, necessariamente, a opinião do 'O Extra.net'.

últimas