POLÍTICA

Pessuto acertou ao suspender concurso e entrará para história se anular

Pessuto acertou ao suspender concurso e entrará para história se anular

Teixeira: o nome do PT? - Durou 3 dias: Fernandopolense não é mais prefeito de Cuiabá

Teixeira: o nome do PT? - Durou 3 dias: Fernandopolense não é mais prefeito de Cuiabá

Publicada há 4 meses

Raras são as vezes que um ser humano tem a oportunidade de marcar seu nome na história e deixar um legado que represente uma lição para as gerações atual e vindouras.

Pois o ‘cavalo arreado’ está a passar à frente do prefeito André Pessuto (UB) nestes dias conturbados, oportunizando-lhe fazer jus à honorabilidade pessoal que detém e, principalmente, a que sua centenária família ostenta.

Para tanto, basta fazer justiça, na acepção plena da palavra, e dar prosseguimento à ação inicialmente desencadeada por ele mesmo ao suspender o malfadado (para adjetivar na melhor das acepções) Concurso Público nº 01/2023, que espargiu, da pior forma possível, o nome de Fernandópolis região afora. Justamente esse que foi o maior concurso da história do município ofertando 365 vagas.

E o passo seguinte à anulação, óbvio que é a anulação.

Somente tal proceder, além de fazer justiça com todos os concorrentes (e não somente os beneficiados com alterações irregulares de resultados) restaurará na plenitude a legalidade e a moralidade administrativa de uma gestão que embora esteja em seu último ano, ainda pode repercutir no futuro político e profissional de seu titular.

Claro que além dos atos sob comando de André, estão os que podem advir do Ministério Público Estadual, da Justiça Estadual, do Tribunal de Contas do Estado e até mesmo da Procuradoria Geral do Município, contrariando-o em seu posicionamento. Também há de considerar-se que provas outras que as até agora divulgadas podem existir e serem decisivas nas considerações.

Mas há de acrescer, no mínimo, duas considerações:

- a primeira, é de que aqueles que defendem a homologação dos resultados com gabaritos (e classificações) alterados após o prazo legal, dificilmente manteriam a opinião se tivessem que opor nos documentos, ao invés de Pessuto, suas assinaturas e serem os responsáveis por suas consequências;

- a outra, torna ao histórico passado familiar de André: o que estaria bradando nessa altura dos acontecimentos o seu tio Luizão Pessuto, eterno vereador fernandopolense? Muito provavelmente que lutaria com todas as forças para tudo isso não terminasse em pizza!

Os caminhos estão expostos! Resta saber qual Pessuto escolherá!

Teixeira de volta ao PT e à política

Quem tornou ao cenário político fernandopolense nesta semana foi o ex-secretário municipal Sérgio Teixeira. Ele é o mais novo membro do Partido dos Trabalhadores (PT), do qual participou por anos e havia se desfiliado. Teixeira é avaliado como um dos mais habilidosos políticos da cidade, sobretudo pelo seu trabalho nos bastidores e agora o partido se gabarita a ter a sua tão ambicionada candidatura própria no município.

Fernandopolense deixa Prefeitura de Cuiabá

Duraram exatos três dias o governo do fernandopolense José Roberto Stopa (PV) frente ao município de Cuiabá (MT). Assumindo a administração na última terça-feira, 05, na qualidade de interino e em substituição ao prefeito Emmanuel Pinheiro (MDB), afastado judicialmente por 120 dias em virtude de decisão do TJ-MT, Stopa retornou à qualidade de vice e de secretário de Obras após decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconduzindo Emmanuel.

R$ 10 milhões para Saúde, mas foco é asfalto

Os vereadores fernandopolenses liberaram R$ 10 milhões para investimentos na Saúde Municipal, em especial na manutenção, gestão e custeio de equipamentos e pessoal. Porém o foco do prefeito André Pessuto e seus asseclas, neste último ano, além de eleger um sucessor, será o programa de asfaltamento e recape que deve ser brevemente anunciado.

E a janela abriu!

A tão aguardada janela partidária – ou eleitoral, como queiram – finalmente abriu. Desde a última quinta-feira, 07, e até o dia 05 de abril, parlamentares municipais podem migrar de seus atuais partidos para outros sem que configure a perda do mandato. São esperadas inúmeras mudanças nas mais diversas Câmaras Municipais região afora visando o pleito de outubro. Há! Desta vez, excepcionalmente, o período não abrange os atuais deputados federais e estaduais (e senadores), que terão tal possibilidade em 2026.

Burburinho em Votuporanga

Cresceu muito nos bastidores da política de lá o ‘boato’ de que a destinação de emenda no valor de R$ 20 milhões para Votuporanga por parte do deputado Luiz Carlos Motta (PL) garantiu-lhe o direito a indicar o candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo atual, Jorge Seba. O tempo indicará a resposta.

Rumo: segundo viaduto em Jales; por aqui...

A Rumo confirmou que dará início a contratação para obras no cruzamento entre a Avenida Jânio Quadros, a Rua Prof. Rubião Meira e a Rua 02 com a Oswaldo Cruz, em Jales. Será a segunda obra a concessionária férrea no município (a primeira foi inaugurada em agosto de 2022, ligando os bairros Jardim Paulista e Jardim São Gabriel). Enquanto isso, por aqui...

O texto é de livre manifestação do signatário que apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados e não reflete, necessariamente, a opinião do 'O Extra.net'.

últimas